Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

04/06/2017 11h12

Samarco X Santa Bárbara - mais um round

Ironia: No dia Mundial do Meio Ambiente, comissão da Assembleia Legislativa vai a Santa Bárbara debater retomada da Samarco

Compartilhe

Seria cômico, não fosse no mínimo irônico o dia escolhido pelos deputados da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para realizarem, nesta segunda-feira, 5, uma visita à Prefeitura de Santa Bárbara.

O objetivo da visita é debater a retomada das atividades da Samarco Mineração S.A., justamente no Dia Mundial do Meio Ambiente.

A Samarco foi responsável pelo maior desastre ambiental da história do Brasil com o rompimento da barragem de Fundão em novembro de 2015, fato que deixou um saldo de mortes e destruição por vários rios até o oceano Atlântico.

 A visita, que está programada para acontecer as 15 horas na sede da prefeitura de Santa Bárbara  atende a solicitação dos deputados Roberto Andrade (PSB) e Gustavo Valadares (PSDB). A sede do Executivo municipal fica na Praça Cleves de Faria, 122, Centro.

A visita é um desdobramento da audiência pública realizada na ALMG no último dia 23/5, quando foram iniciados os debates para a retomada das operações da empresa. Ela acontece no mesmo dia que a prefeitura promove evento comemorativo à data com diversas atividades em Brumal, onde a Samarco pretende dar continuidade à captação de 50 milhões de litrosdia de água de qualidade do Rio Conceição para alimentar seu mineroduto, descartando-a no mar.

Defendendo o capital

Na oportunidade, o deputado Roberto Carvalho defendeu que a Samarco está pronta para retomar as atividades, mas que seria preciso uma nova licença de operação. O estudo para solicitar oficialmente a licença já estaria pronto, mas, antes de submeter o documento ao poder público, seria preciso a anuência de todos os municípios da área dos empreendimentos.

O parlamentar afirmou, ainda, que as prefeituras têm que informar se o plano de operação está de acordo com as normas municipais e apenas a Prefeitura de Santa Bárbara não teria entregado esta anuência.

Contrapartida

Segundo informações a Samarco não atende completamente a legislação ambiental do município e para conseguir a carta de anuência a administração atual pleiteia uma contrapartida com o custeio de ETE´s na cidade e em Barão de Cocais.

Essas ETE´s seriam necessárias para melhorar a qualidade das águas do Rio São João (Barão de Cocais), e do rio Santa Bárbara.

O rio Santa Bárbara é formado pela junção do rio Conceição e do o Rio São João.

Acontece que ao receber o São João (altamente poluído por esgoto doméstico), o rio Conceição, tendo sua vazão reduzida, compromete ainda mais a qualidade das águas do rio Santa Bárbara que fica em condição pior ainda ao receber também todo esgoto do distrito de Barra Feliz e Santa Bárbara, chegando à represa de Peti como um verdadeiro esgoto a céu aberto, comprometendo toda bacia.  

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus