Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

02/06/2022 08h37

Trio Monlevart: Encanto para os ouvidos e beleza para quem sabe apreciar um som de qualidade!

Coluna Mirante - por Sheila Malta

Compartilhe
z

 

Essa semana, tivemos a honra de entrevistar, um trio que chegou com tudo e está fazendo a diferença nas noites monlevadenses e por onde passa: Trio Monlevart!
 
Com vocês, os artistas da terra: Amanda Mihai, Márcio Dias e Norma de Jesus...
 
Coluna Mirante: Como surgiu o nome Trio Monlevart?

z

Norma de Jesus - Surgiu por acaso. O nome veio da junção de duas coisas que gostamos muito e achamos que funcionariam bem se estivessem unidas. Monlevade+Arte = Monlevart. Como a cultura nao tem fronteiras e queremos ir até onde for possível , acreditamos que com este nome,levaremos um pouco da arte de Monlevade por onde passarmos.

 
Coluna Mirante: Contem para nós, um pouco mais sobre, quem é o Trio Monlevart?
 
Z

Amanda Mihai: Comecei cantando em Igrekjas evangélicas, pois sempre fui grande apreciadora de músicas. Aos 15 anos, compus uma música, que concorreu num concurso da Igreja Batista de Bela Vista de Minas/MG, tendo esta se sagrado em primeiro lugar. Agradeço na oportunidade a um membro da Igreja que me ajudou com a taxa de ins-crição e o patrão da minha mãe, que a época que me emprestou um violão, e com estes atos, me proporcionaram a oportunidade de participar desse certame. A parti daí, procurei me envolver de forma profissional com a música, e hoje além do Trio Monlevart, também canto juntamente com o Celebrations Excellence, estando pois muito feliz nesta trajetória que esco-lhi trilhar.

Z

Márcio Dias: Aos 7/8 anos tive meu primeiro contato com o instrumento teclado, foi na casa de um familiar(tio) e me encantei pelo mesmo. Aliás, desde que eu me entendo por gete, ouço música. Com tempo adquiri um teclado básico, que me fez dar os primeiros passous, estudei um período na Casa de Cultura, e após em 2017, comecei a estudar piano, na Escola Daniel Bahia. Um estudo levou ao outro. Em 2019, comecei bateria,  e em 2020, iniciei canto. Nunca havia me imaginado cantando, vez que na infancia, apresentava certa timidez. Hoje, integro o Trio Monlevart, onde toco(tecladista), canto e também sou tecladista de outras bandas.

z

Norma Jesus: Sou Soteroplitana(Sim! Sou baiana!), mas resido aqui, desde pequena. Ainda na infância, venci um concurso musical chamado “Quero me casar contigo” de Roberto Carlos. Na idade adulta, cantei por muitos anos no conjunto chamado Bate Corda, e fiz várias participações em shows de músicos de renome aqui na cidade. Recentemente cantei uma composição dos músicos Zecrinha e Wir Caetano, chamada “Meu Rio, Eh...”, a qual obteve 1º lugar na primeira etapa classificatória e 5º lugar geral, na edição do especial de 300 anos de Minas Gerais, junto ao Festival  Nacional da Canção. Hoje participo do Trio Monlevart, lugar onde me sinto acolhida e respeitada, pois infelizmente a discriminação quanto a minha cor(sou preta!) e minha idade(sou idosa!), é algo que ainda sofro na pele, ficando desde já para reflexão: “A cor da pele não define caráter e a idade é algo que não incapacita ninguém, ao contrário, o corpo pode perecer, mas a alma é sempre jovem, só depende de como queremos nos ver a nós mesmos e ser vistos!”

 
Coluna Mirante: Quais os desafios e recompensas, neste atual cenáro cultural da cidade?
Amanda Mihai: O grande desafio, é manter a boa qualidade e fazer a diferença, em meio a uma pequena cidade, onde abundam grandes talentos. E a outra questão se liga diretamente a pandemia, pela qual o mundo ainda esta passando e requer de nós, inova-ções constantes.
 
Coluna Mirante: Na opinião profissional de vocês, enquanto músicos, o que mais, sentem falta na cultura, aqui em João Monlevade?
Norma de Jesusi: Maior visibilidade para atrações locais, união entre os artistas e maior valorização dos músicos,sejam os já conhecidos, ou os que ainda se encontram a espera de uma oportunidade de mostrarem seus talentos. Acreditamos que, os investimentos atuais na cultura monlevadense, seja o caminho certo a ser traçado.
 
Coluna Mirante: Qual a mensagem, que vocês, enquanto músicos e Trio Monlevart, gostaria de deixar para quem está começando agora, na carreira musical?
Márcio : Não desistam! Confiem nos seus respectivos potenciais e sigam principalmente seus sonhos, pois com certeza em algum momento se tornarão realidade! Os segredos? Resiliencia e persistencia. Lembrem-se: “Vocês são os únicos responsáveis por seus processos de crescimeno pessoal e profissional!” Se especialize...se assegue de se cercar por pessoas que lhe promovam capacitação, que te in-centivem a crescer como ser humano... Nós três, somos alunos da Escola Musical Daniel Bahia e o suporte que lá encontramos e que nos é fornecido é algo formidável e surpreendente! Acima de tudo? Acreditem em vocês mesmos! A chave para o sucesso? Ainda não sabemos...Mas da realização? Seja você, o seu melhor incentivo! Já tem pessoas demais querendo promover quedas, então...seja sua escada! Ame-se! Valorize-se! 
 
SHEILA MALTA - Não preciso dizer, caros leitores, a satisfação de tê-los entrevistado, pois, pessoas como eles, “chupamos de canudinho”, são pessoas que agregam...que acrescentam, não só na arte e cultura, mas na humanidade!
 
Pessoas de “carne, osso, aço e...sensibilidade!”
 
E para tanto, vale trazer aquela famosa frase: “Antes de ser um excelente profissional , seja um excelente ser humano!”
 
Ótima leitura, e obrigada!
 
Bom fim de semana.
 
Contatos para eventos/shows: Trio Monlevart - (31) 998613 - 2854(Márcio Dias)

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus