Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

13/05/2022 10h47

ENFERMEIROS...INDISPENSÁVEIS A ADMINISTRAÇÃO DA SAÚDE!

Coluna Mirante - por Sheila Malta

Compartilhe
z

 

A profissão de Enfermagem, é muito antiga...

“A Enfermagem surgiu antes mesmo de Cristo – ainda que à época não tivesse esse nome técnico. Sua origem aponta para o trabalho de homens e mulheres abnegados que cuidavam do bem-estar dos enfermos, tentando garantir a eles uma situação digna, de saúde básica e de sobrevivência. É claro que, com o passar do tempo, a profissão começou a ganhar corpo. Entre os séculos V e VIII d.C, por exemplo, alguns princípios da Enfermagem eram aplicados pelos detentores da fé. No caso, os sacerdotes.Mais tarde, por volta do século XVI, a atividade era vista, na Europa, como uma profissão que já começava a se institucionalizar, principalmente a partir da Revolução Industrial. No entanto, foi somente no século XIX, na Era Moderna, que ela, de fato, ganhou notoriedade com as figuras de duas mulheres incríveis[...]”[1]

Uma, dessas notáveis mulheres, foi FLORENCE NIGHTINGALE,“filha de pais ingleses abastados, ela nasceu em 12 de maio de 1820, na cidade de Florença, Itália, daí o seu nome. Florence teve uma educação aristocrática, e aprendeu diversos idiomas, como o grego, latim, francês, alemão e italiano. Estudou ainda história, filosofia, matemática e estatística. Muito religiosa, interessou-se por ajudar os pobres, doentes e desvalidos, amenizando-lhes o sofrimento.  Após formar-se por uma instituição protestante de Kaiserweth, na Alemanha, onde aprendeu os primeiros passos da disciplina na enfermagem, com regras e horários rígidos, transferiu-se para Londres, onde passou a trabalhar como superintendente de um hospital de caridade. Em 1854 , quando a Inglaterra e a França eram aliados da Turquia na guerra da Criméia contra a Rússia, os hospitais militares ingleses viviam um verdadeiro caos. O exército britânico estava prestes a ser derrotado, em grande parte devido às doenças, à desorganização, ao frio e à fome. Muitos soldados foram contaminados pelo cólera, e as primeiras batalhas foram feitas por homens exauridos por diversas doenças. Os jornais ingleses criticavam duramente a administração dos hospitais militares, o que motivou o Ministro da Guerra a convidar Florence Nightingale para integrar o corpo de enfermagem britânico como enfermeira–chefe do exército.  Em 1860, fundou a e scola de enfermagem do Hospital St Thomas, em Londres, que serviu de modelo para as demais escolas, com ênfase na disciplina rigorosa , do tipo militar, e na exigência de qualidades morais das candidatas . Inspirado no exemplo de vida e generosidade de Florence, o suíço Jean Henry Dunant criou a Cruz Vermelha Internacional, em 1864, baseada no trabalho voluntário de apoio a feridos de guerra, que depois se generalizou a outros necessitados. Mesmo tendo vivido na época vitoriana, Florence foi uma mulher à frente do seu tempo.”

Pois bem, transpondo para nossa era, aqui em João Monlevade, encontramos diversas e diversos “NighinGales”, que não medem esforços para cuidar e cuidar bem...

Se médicos são extremamente necessários, enfermeiros são indispensáveis!

A vocês, não só no dia de hoje, mas em todos os dias: MUITO OBRIGADO!

Vocês que fazem com abnegação e carinho, atividades que muitos de nós, nem imaginamos...com carga horária pesada e graças a Deus, o piso salarial agora reconhecido, e salvam milhões!

O ADVOGADO ESTÁ PARA A JUSTIÇA, ASSIM COMO VOCÊS PARA A SAÚDE!

SÃO INDISPENSÁVEIS!!!!

PARABÉNSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!


[1] https://upis.br/blog/historia-da-enfermagem/#:~:text=Como%20e%20quando%20surgiu%20a,sa%C3%BAde%20b%C3%A1sica%20e%20de%20sobreviv%C3%AAncia.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus