Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

11/02/2022 17h02

Prefeitura e ArcelorMittal buscam solução para problemas no Santa Cruz e Amazonas

Assunto foi tratado em reunião com moradores locais

Compartilhe

Representantes da Prefeitura de João Monlevade e da ArcelorMittal se reuniram com moradores do bairro Santa Cruz na manhã desta sexta-feira (11). O objetivo foi apresentar as ações a curto, médio e longo prazo para tentar solucionar o problema causado pelas enxurradas que inundam casas e ruas da região.

Participaram os secretários de Obras, Eduardo Bastos, de Serviços Urbanos, Marco Antônio Penido Simas e o de Meio Ambiente, Samuel Domingos. A ArcelorMittal foi representada pelos especialistas em Comunicação, Lucas Vilela, e em Meio Ambiente, Diogo Costa. A reunião contou ainda com a presença do tenente da Polícia Militar, Daniel Andrade, e de uma comissão de representantes dos moradores.

Eduardo Bastos explicou que o problema tem a ver com uma enxurrada que se origina na região de Bela Vista de Minas, passando por encostas em um terreno da ArcelorMittal, até chegar na avenida Santa Cruz. O problema começou em 2019 e com o tempo se agravou, de maneira que no período chuvoso grande quantidade de lama é arrastada para as ruas e residências.

A empresa e a Prefeitura já discutem o assunto desde o mês de janeiro deste ano, ocasião em que ocorreu a enchente. Na manhã de hoje, em uma discussão técnica de avaliação e diagnóstico, ficou acordado que a Arcelor fará intervenções no terreno que pertence à siderúrgica para diminuir o volume e a força da água que desce pela encosta.

O secretário de Meio Ambiente, Samuel Domingues informou que serão realizados pequenos desvios, a fim de diminuir a velocidade da água e facilitar sua absorção no solo, minimizando os efeitos da enxurrada.

Outras ações que serão tomadas envolvem a construção de dois barramentos, para evitar que a água da chuva continue carregando a lama em direção à avenida. Um dos barramentos ficará próximo da rua B. Eduardo Bastos, destacou que as obras são emergenciais porque somente a recuperação do terreno erodido dará fim ao problema.

"A médio e longo prazo será necessário um trabalho de revegetação das encostas. Uma nova rede pluvial será feita no local, uma vez que existente hoje é inadequada. Mas isso só será realizado após o fim do período chuvoso", esclareceu.

Conforme o secretário, a fonte do problema foi localizada e mapeada, "serviço grande e em local de difícil acesso, principalmente no tempo de chuva. O plano de ação também considera os componentes ambientais, tais como a presença de duas nascentes na região", salientou.

Outras demandas

Os moradores que participaram da reunião também apresentaram outras reivindicações. Eles mencionaram que o material do depósito de carvão tem sido levado pela chuva sujando as vias, próximo à rua Amazonas. Também falaram do entupimento da rede pluvial, com a lama carregada pela enxurrada, próximo da rua B.

Sobre o entupimento, a Prefeitura informou que, logo após a enchente de janeiro, foi feita a desobstrução. Com a chuva recente, os bueiros voltaram a entupir e terá que ser feita outra limpeza, mas o problema só será sanado com a construção da nova rede.

Quanto ao material do depósito de carvão, a ArcelorMittal realizou a limpeza da via, explicou que vai investigar o que está causando o carreamento do material e vai apresentar uma solução aos moradores.

Ao fim do encontro ficou acordado que a empresa, poder público e moradores vão se reunir semanalmente, para informar à comunidade a evolução dos trabalhos e a resposta das demais demandas.

 
 
Assessoria de Comunicação e Relações Públicas
 

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus