Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

07/01/2022 15h39

Confira seis dicas valiosas para economizar na conta de energia durante o verão

Medidas simples podem ajudar a poupar energia e diminuir valor do consumo de energia

Compartilhe

O verão na região Sudeste do Brasil é caracterizado por altas temperaturas e fortes pancadas de chuva. Dessa forma, buscando incentivar o uso consciente de energia elétrica, a Cemig listou seis dicas que podem ser essenciais para aliviar o bolso dos seus clientes e também ajudar na recuperação dos reservatórios na atual estação chuvosa, depois de vários períodos com baixo volume de chuvas nos últimos anos.   

As informações são simples e podem ser aplicadas por qualquer pessoa. Vale destacar que, ao longo do ano, a Cemig sempre prepara uma série de dicas sobre a importância da utilização racional da energia. Além disso, a companhia possui o Programa de Eficiência Energética, que é regulado pela Aneel e visa estimular o uso consciente de energia elétrica para os seus quase nove milhões de clientes.   

Somente no ano passado, o Programa de Eficiência Energética da Cemig investiu mais de R$ 40 milhões em ações de combate ao desperdício de energia elétrica. O programa tem o objetivo de combater o desperdício de energia elétrica por meio da substituição de equipamentos obsoletos por outros mais modernos, entre outras iniciativas.  

Confira as dicas de economia da empresa: 

1 – Chuveiro   

O chuveiro é um dos maiores consumidores de energia elétrica em uma residência. Manter o equipamento na posição “Verão” pode representar uma economia de até 30%. Como a temperatura nesta época do ano é confortável para banhos, não há a necessidade de utilizar o aparelho na sua máxima potência. Além disso, deve-se ficar atento ao tempo de banho, pois não adianta reduzir a potência, mas aumentar o período de utilização do chuveiro.   

2 – Geladeira  

A geladeira é o segundo item que mais consome energia em uma residência, principalmente por causa do “abre e fecha”. Além disso, é importante lembrar que alimentos ainda quentes não devem ser armazenados no seu interior, pois isso sobrecarrega o refrigerador e consequentemente aumenta o consumo de energia.  

Outro ponto sobre a geladeira que merece atenção é a borracha de vedação da porta. A cada seis meses, esse elemento precisa ser checado e substituído quando for necessário, já que uma borracha folgada permite que o ar quente de fora entre no aparelho, exigindo mais energia para resfriar os alimentos. Para saber se a vedação está em bom estado, faça o seguinte teste: coloque uma folha de papel entre a porta e a geladeira, feche a porta e tente retirar a folha; se ela sair com facilidade, está na hora de trocar a borracha. Repita o processo ao longo de toda a extensão da borracha.  

3 – Equipamentos em modo de espera  

A eletricidade consumida por um aparelho eletrônico em stand by (modo de espera) pode representar até 15% do consumo do equipamento. Vale ressaltar que, ao desligar a TV, é importante desligar os demais equipamentos que estão conectados ao aparelho. Os receptores de TV por assinatura são os maiores vilões deste tipo de desperdício.   

 4 – Adquirir aparelhos e lâmpadas mais eficientes  

Buscar aparelhos eletrodomésticos eficientes e substituir as lâmpadas de casa por lâmpadas LED pode representar, mensalmente, uma economia significativa do consumo. O cliente deve ficar atento ao Selo Procel antes de adquirir um eletrodoméstico ou aparelho eletrônico.  O ideal é comprar os que tenham o selo ou que venham com a etiqueta do Inmetro com a letra “A”, pois são os mais eficientes.     

O Selo Procel já é bastante conhecido pela população e indica os equipamentos mais eficientes da categoria. Essa classificação é benéfica para o interessado porque ele pode escolher o aparelho mais eficiente, que consome menos energia   

5 – Acumular grandes quantidades de roupas para passar e lavar  

É recomendável lavar, de uma só vez, a quantidade máxima de roupa indicada pelo fabricante da máquina de lavar. O ferro elétrico também só deve ser ligado quando houver uma grande quantidade de roupas para passar. Além disso, deve-se evitar utilizar esse equipamento em horários em que muitos outros estiverem ligados. Ele sobrecarrega a rede de energia elétrica, devido à sua potência elevada, e pode causar o desligamento automático do disjuntor.     

 6 – Ventiladores e aparelhos de ar-condicionado  

Nesta época do ano, o verão, os grandes vilões são os aparelhos de refrigeração. O ventilador é o mais popular, uma vez que geralmente é o aparelho mais em conta para se adquirir. Além disso, esse equipamento possui a menor potência dentre os citados. Uma dica importante é utilizar o ventilador com as cortinas e janelas abertas.   

Já o ar-condicionado tem uma potência elevada e funciona de forma similar à geladeira, só que retirando o ar quente do ambiente. Por isso, é recomendado que o consumidor fique atento ao tempo de utilização. Para os clientes que estão pensando em adquirir um aparelho desse tipo, o ideal é comprar os que têm selo Procel ou que venham com a etiqueta do Inmetro com a letra “A”, pois são os mais eficientes.  

Para as residências, existem dois modelos: o do tipo janela (menos eficiente) e o Split, que é mais eficiente. Na aquisição de qualquer um deles deve-se dar preferência para aqueles com o selo Procel ou que venham com a etiqueta do Inmetro com a letra ‘A’. Esse selo indica ainda o consumo provável mensal devido a sua utilização. Além disso, ao contrário do ventilador, as cortinas e persianas devem estar fechadas, porque a entrada de luz faz com que o local fique mais quente. Esses simples procedimentos podem resultar em economia significativa na conta de energia. 

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus