Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

24/09/2021 11h44

VAMOS FALAR DE TRANSPORTE PÚBLICO?

Coluna Mirante - por Sheila Malta

Compartilhe
t

Transporte público, é algo que no mundo inteiro, sempre foi um assunto que gera inúmeras discussões, onde algumas levam a sugestões interessantes, como é o caso aqui em Joao Monlevade, do “MOVIMENTO MONLEVADE SEM CATRACAS - TARIFA ZERO.”

E já vem dois pensamentos à cabeça. É o desejável. Seria muito bacana, um atestado de civilidade, um prova de que realmente temos um governo que se preocupa com o social. O segundo pensamento é: será que isso é possível? Será que é factível economicamente? Já que é um serviço, como será pago? Existem soluções consistentes? De qualquer forma é um assunto que vale à pena ser debatido, lapidado e considerado. A cidade deveria ter maturidade pra adotar as melhoras soluções. Mas será que tem?

Tal projeto, consiste em um ônibus coletivo TARIFA ZERO, como uma nova forma de mobilidade urbana, onde as vantagens seriam aos usuários e não apenas aos empresários, fomentando assim, “uma ruptura” com um modelo tarifário considerado abusivo, onde se tem passagens caras e quase nenhum conforto, pelo contrário: ônibus ruins, aquelas catracas horríveis, tratando o povo como gado. Sem contar na nossa atual fase de fragilidade econômica, em especial nessa época de pandemia, onde na maioria das vezes, falta o básico, na mesa dos brasileiros...

Como movimento social, propõe uma nova visão, no que tange a ocupação do espaço urbano,  modificando a relação população x poder público, na medida em que visa promover ações propositivas e diretas de mudanças para garantia de uma realidade mais equânime, no que tange ao direito do cidadão, em especial aqueles que dependem do transporte público, em ir e vir, de forma digna.

Quanto a seus objetivos, de forma geral é a implementação do transporte público como um direito universal e gratuito no momento do uso, em virtude de um conceito de mobilidade urbana voltada para a logística de pessoas e não apenas lucro, e dentre os objetivos específicos, retormar, reinventar e demonstrar que através de um vivencia coletiva mais humanizada o transporte pode ser mais justo e a gestão dessa concessão pode ser mais democrática aos cidadãos que dele se utilizem.

E embora quase 40% das passagens em Joao Monlevade, já sejam tarifa zero, porque não chegar à totalidade? Não seria demais?

O artigo 6º de nossa constituição que trata dos direitos sociais do cidadão, através da EC 90/2015, inseriu o transporte como uma garantia social, que merece proteção e que deve ser assegurada dignidade aos seus usuários.

E partindo do pressuposto DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA, num contexto amplo, tanto de forma stricta quanto lato sensu, esse projeto trará uma grandissima melhoria a todos os monlevadenses, pois além do aspecto eficiencia(principio constituiconal instituido pela EC 19/95), trazendo desde beneficios estéticos, com melhoria de atendimento e onibus com condições reais de uso, pois deve-se acabar com essa ideia de que o conforto para ocorrer se associa apenas a lucro, ao contrário, as melhorias e implementações podem ocorrer através de soluções criativas que não onerem a máquina administrativa, pois apesar da tecnologia a cada dia avançar mais, esta, nunca substituirá as ideias produtivas que não implicam em gastos exorbitantes, mas sim, em pensamentos claros e estratégias simples!

Importante salientar que outras cidades tem adotado esse sistema e com êxito,  tanto em nível social, quanto econômico, sendo pois sua viabilidade comprovada e portanto porque não estudarmos seriamente as propostas?

Quem quiser saber mais sobre o movimento acesse: https://whatsapp.com/CVD9Skn427K4E6P1YertLZ) -Grupo Zap.

Transporte público? É um assunto sério e uma conquista de todos!

EM TEMPO...um dos objetivos da campanha, já foi atingido, pois a empresa está tirando as horríveis catracas antigas.Quem sabe a catraca livre seja o próximo estágio? 

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus