Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

04/12/2020 08h11

Vereadores querem explicação de secretária e presidente sugere R$ 1 milhão para o Margarida

Vereadores querem explicação de secretária e presidente sugere R$ 1 milhão para o Margarida

Compartilhe
João Monlevade - Nesta semana, João Monlevade registrou grande aumento do número de casos de Covid-19, com total de  infectados chegando a quase 2 mil doentes e 20 mortes. O assunto, além de dominar as redes sociais, também pautou parte dos discursos na Câmara de Vereadores em reunião da última quarta-feira (2). 
Os parlamentares demonstraram preocupação com os índices, falta de fiscalização nos comércios, além da crescente demanda de atendimentos e valores investidos tanto na Central de Referência da Covid-19, quanto no Hospital Margarida. 
O presidente da Comissão de Saúde, Revetrie Teixeira (MDB), expôs o cenário e comentou sobre visita que membros da Comissão fizeram na Central de Referência da Covid-19 e nas dependências onde deveria funcionar o Hospital de Apoio. 
“Fomos lá procurar respostas. Tivemos mortes de amigos queridos. O Hospital Margarida tem 32 leitos específicos para Covid-19 e se a gente entrar em colapso não tem como salvá-lo. A Prefeitura não conseguiu colocar na rua a fiscalização efetiva e nem precisar quem é o responsável pelos fiscais. Pedimos  também à Polícia Militar que dê apoio a esses fiscais porque essa batalha está apenas começando. A Covid-19 é uma realidade no nosso município e acredito que a prefeita precisa reagir, pedir medidas e contratar fiscais”, ponderou. 
Revetrie e o presidente da Câmara, Leles Pontes (Republicanos), vão entregar um ofício à secretária de Saúde, Elisângela Almeida, pedindo que a titular da pasta vá à Câmara prestar informações sobre a Covid-19. 
Membro suplente da Comissão de Saúde, o vereador Gentil Bicalho (PT) também falou sobre o assunto, enfatizando a necessidade de adoção de medidas de contenção da doença. Gentil, que foi infectado pela Covid-19 no início da pandemia, falou que está surpreso com situação que João Monlevade está passando. “Está tão forte quanto no início [contaminação]. Se o governo municipal não tomar as devidas providências, teremos surtos surpreendentes”, falou.  
 
Fiscais
 
Depois das críticas de Revetrie, a Prefeitura de João Monlevade anunciou a contratação de três fiscais para somar ao trabalho dos três que já trabalham. Eles atuarão, principalmente, na fiscalização do cumprimento das medidas de prevenção à Covid-19. A contratação está sendo feita seguindo a lista de classificação do processo seletivo 01/2019.
Leles devolve R$ 1
milhão para Prefeitura
 
Leles Pontes (Republicanos), devolveu para a Prefeitura R$ 1 milhão relativo a sobras orçamentárias do Legislativo. Durante a reunião de anteontem, ele sugeriu que a prefeita Simone Moreira (PTB) reverta o dinheiro para o Hospital Margarida, diante do aumento dos casos de Covid-19 na cidade. “A gente não pode direcionar dinheiro, mas estarei em nome da Câmara Municipal  devolvendo R$ 1 milhão. Se eu fosse o prefeito direcionava esse dinheiro para o Hospital Margarida. Sabemos que a crise voltou de novo [aumentos casos do coronavírus] e pode falar mal ou bem, mas é o nosso Hospital Margarida que atende a toda região. Então é lá que tem que ter o dinheiro”, pontuou Leles.
 
Foto: opopularjm.com.br

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus