Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

13/11/2020 08h41

Entrevista: Fernando Linhares fala sobre segurança, trânsito, educação e saúde

Entrevista: Fernando Linhares fala sobre segurança, trânsito, educação e saúde

Compartilhe
O BOM DIA, democraticamente, tem procurado conversar com diversos candidatos ao executivo e ao legislativo. Dessa vez, conversamos com Fernando Linhares, candidato a vereador pelo DEM. Fernando Linhares Pereira é Policial Civil há 16 anos, Examinador de Trânsito, Presidente da Jari, formado em direito, casado, pai de 02 filhos, nascido e criado no Jacui, monlevadense de raiz.
BOM DIA - Fernando, você que vem da área da segurança. Como está a área da segurança pública no município.
FERNANDO - João Monlevade tem as Polícias Civil e Militar bem atuantes. Hoje temos baixos índices de homicídios e tentativas de homicídios e vem caindo cada vez mais os crimes contra o patrimônio. É muito importante a participação da Administração Municipal  ajudando as polícias através de convênios, uma vez que o Estado encontra-se em dificuldade financeira. Mas no geral, João Monlevade é uma cidade segura e temos que trabalhar para que continue assim.
 
BOM DIA - O que pode ser feito para que tenhamos mais tranquilidade ainda? O que acha do projeto olho vivo? Até onde a tecnologia pode nos ajudar nessa parte?
FERNANDO - João Monlevade, de acordo com o último Senso,  já ultrapassou o quantitativo de 80 mil habitantes. Monlevade é cidade polo do Médio Piracicaba. Diariamente circulam milhares de pessoas pelo centro comercial e adjacências. Monlevade é uma cidade em franco desenvolvimento e sabemos que a tendência é que aumente os índices de violência. Nesse sentido é muito importante que haja a implantação imediata do Projeto Olho Vivo e que seja criada a Guarda Municipal para atuar no centro comercial, além de zelar pelo Patrimônio Público Municipal. Com as implantações do Olho Vivo e Guarda Municipal, a segurança pública de Monlevade terá maiores condições de proporcionar aos monlevadenses uma cidade segura e agradável de se viver.
 
BOM DIA - Outra área que te preocupa muito é o trânsito. Quais as suas principais críticas e sugestões para que a cidade consiga pelo menos minorar os problemas? 
FERNANDO - A única saída para que possamos melhorar as condições do trânsito é a contratação imediata de uma empresa especializada para que sejam feitos os estudos necessários de mobilidade urbana e tráfego. A Administração Municipal deve contratar profissionais capacitados em engenharia de tráfego para que estes elaborem estudos e projetos (em parceria com a iniciativa privada) que desafoguem o trânsito no centro comercial. É importante rever a questão do estacionamento rotativo e realizar o mapeamento de como adequar as vagas de forma que não haja gargalo no tráfego durante o horário comercial. É de suma importância, ainda, delimitar e controlar o tráfego de veículos de grande porte nas principais avenidas da cidade. Medidas de austeridade devem ser tomadas para impedir que veículos de grande porte (carretas, reboques e semi-reboques) transitem pelas avenidas do centro comercial; além de adequar o tráfego dos demais veículos que transitam no centro. E não poderia deixar de falar sobre a questão do número exagerado de quebra molas que, hoje, existe. Não sou contra os quebra molas! Porém, os mesmos devem ser colocados após estudos técnicos e seguindo a normatização do CONTRAN.
 
BOM DIA - Parece que na área da educação, você tem um projeto de incluir educação para o trânsito no currículo. Como é isso?
FERNANDO - O poder público deve investir em alfabetizar as crianças desde cedo na questão de segurança e educação de trânsito. Pretendo propor um projeto de lei que agregue a grade curricular das crianças a matéria de educação e segurança de trânsito .Temos que investir desde já na conscientização das crianças quanto ao tema. Somente desta forma, criaremos futuros condutores e pedestres conscientes e sabedores dos direitos e deveres inerentes ao trânsito.
 
BOM DIA - Você também tem grande sensibilidade para a área ambiental. O que você sugere nessa área?
FERNANDO - Devemos atentar sempre para as questões ambientais. João Monlevade precisa e deve crescer. Com o desenvolvimento haverá mais empregos e renda a ser distribuída na cidade. Porém, o desenvolvimento deve está atrelado as questões ambientais. Há em Monlevade uma vertiginosa expansão de loteamentos. Isso é ótimo! Contudo, o poder público deve realizar ou exigir das empresas loteadoras que apresentem estudos de impacto ambiental decorrentes da urbanização desses locais. Além disso, outro assunto importante, é que a administração pública deve promover, imediatamente, ações que visem realizar a manutenção e limpeza dos bueiros e canais subterrâneos existentes em nossa cidade. Não podemos realizar apenas reparos corretivos. Devemos adotar uma política pública de prevenção para que não ocorram inundações durante o período chuvoso.
 
BOM DIA - Na área da saúde, quais os seus projetos?
FERNANDO - Além de cobrar da prefeitura que ponha em funcionamento mais postos de saúde e termine as reformas dos já existentes, vamos exigir a implantação, em Belo Horizonte, de uma casa de apoio para dar suporte e condições dignas às dezenas pessoas que saem de casa de madrugada para consultas e exames na capital mineira. As pessoas merecem mais respeito. A Prefeitura deve proporcionar um local para descanso e alimentação após a realização dos exames e consultas, já que saem de casa de madrugada e só retornam no fim da tarde, na maioria das vezes.
 
BOM DIA - Na área esportiva, parece que você também tem um interessante projeto, o BOLSA ATLETA. Como seria essa idéia?
FERNANDO - O bolsa atleta seria o incentivo para aquelas pessoas que queiram fazer do esporte sua profissão. Através do bolsa atleta, os esportistas teriam as mínimas condições de se dedicar aos treinos sem precisar de buscar outra renda para sua subsistência. É investir mesmo na carreira esportiva. Fazer com que a única preocupação do atleta seja os treinos; claro, dando aos mesmos suporte e condições de treino através da criação de centro poliesportivo.
 
BOM DIA - Não considera importante também um projeto de educação para a segurança junto as escolas? Pra ensinar as pessoas a se comportar diante de assaltos ou violência excessiva?
FERNANDO - Esse é um assunto muito delicado. Com certeza é muito importante o papel da escola na questão da segurança de forma geral. O que seria interessante fazer nesse aspecto é periodicamente promover palestras e simpósios que abordem o tema de forma específica, convidando profissionais da área da segurança pública para participar e orientar quanto a como agir em situações de risco.
 
BOM DIA - Você está apoiando Dr Laércio e Fabrício pra prefeitura. Você considera os dois mais preparados para enfrentar os desafios da cidade nos próximos 4 anos?
FERNANDO - Quando fui convidado a fazer parte do grupo político encabeçado pelo DEMOCRATAS, ainda não existia consolidado a questão de quem seria o candidato a concorrer às eleições pela chapa majoritária. No decorrer do processo é que foi definida a chapa Dr. Laercio - prefeito e Fabrício Lopes - vice. É indiscutível a competência e preparo de ambos para estarem à frente da prefeitura a partir do dia 01 de janeiro de 2021. Dr. Laercio já foi prefeito e fez um excelente trabalho na sua gestão. Por sua vez, Fabrício Lopes também já atuou de diversas formas (vereador, secretário de obras e vice prefeito) na vida política de Monlevade; diga-se de passagem de forma ativa e competente. Sabemos que quem assumir a prefeitura a partir do dia 01 de janeiro terá inúmeros desafios pela frente. Mas tenho certeza que tanto o Dr. Laercio e Fabrício Lopes estão preparados.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus