Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

30/10/2020 07h29

Comissão de Saúde vai investigar suposto esquema na liberação de exames e consultas médicas em João Monlevade

Denúncia foi feita por vereador da base governista

Compartilhe
João Monlevade - A Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores, composta por Toninho Eletricista (PTB),  Belmar Diniz (PT) e Revetrie Teixeira (MDB), promete investigar um suposto esquema na liberação de exames e consultas médicas em João Monlevade.
A denúncia partiu do vereador Toninho Eletricista, durante a última reunião da Câmara, ocorrida na quarta-feira, 28 de outubro. O que torna a acusação mais grave é que Eletricista integra a base governista da prefeita Simone Moreira.
Toninho apontou que o esquema seria feito por um candidato a vereador. O postulante ao Legislativo Municipal estaria “furando a fila” da Saúde e beneficiando alguns pacientes na marcação dos exames e consultas na rede pública. O nome do candidato não foi citado. Depois da acusação houveram várias manifestações.
Djalma Bastos (PSD) foi taxativo em seu discurso ao apontar que é preciso acabar com as trocas de favores na Saúde. Ele exemplificou que pacientes que aguardam exames há tempos precisam dar lugar a outro porque alguém furou a fila. O discurso de Bastos foi endossado por Revetrie Teixeira. Também do MDB, Guilherme Nasser também ressaltou a gravidade da denúncia. Para ele, a situação é criminosa e necessita de providências. 
 
Asfalto
 
A qualidade do asfalto aplicado em dezenas de ruas em João  Monlevade também foi alvo de reclamações dos vereadores. Alguns deles chagaram a comentar que o material pode ser comparado com uma “farinha”, visto que nas primeiras chuvas foi danificado. 
Thiago Titó (PDT)citou como exemplo a rua Uruguai, no bairro Petrópolis. Os moradores do local, conforme o parlamentar, esperaram anos para que a rua fosse asfaltada. Agora, depois de concluído o serviço, o asfalto está trincado e esfarelando, conforme Titó. 
Belmar Diniz foi além e enfatizou que é preciso que a Câmara ache um meio de intervir nesses serviços realizados pela administração municipal. Segundo ele, o asfaltamento mal executado gera gastos aos cofres públicos e exige que seja feito novamente. 
 
Desentendimentos
 
Ainda durante a reunião semanal, o líder do governo municipal na Câmara, vereador Sinval Dias (PSDB), andou se estranhando com o petista Belmar Diniz novamente. A sessão chegou a ser suspensa pelo presidente da Casa, Leles Pontes (Republicanos), após o vereador tucano se exaltar. 
A confusão teve início quando Belmar comentou sofre a expulsão da candidata a reeleição à Prefeitura de João Monlevade, Simone Moreira, de dentro de um comércio. Sinval não gostou e para se defender alegou que o colega estaria incitando a violência por falar sobre o caso. Belmar rebateu e apontou que violência teria sido o que Sinval fez a ele há um ano, quando bateu com um livro em seu rosto. Nesse momento, o vereador tucano se exaltou e falou que já pagou pelo erro que cometeu. Mesmo com o microfone cortado, Sinval continuou a reclamar e andar pelo Plenário. Foi preciso intervenção dos demais vereadores para o retorno dos trabalhos. 

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus