Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

10/07/2020 08h21

Está formada a Bancada da Arte e Cultura

Está formada a Bancada da Arte e Cultura

Compartilhe
Vejo coisas interessantes acontecendo e João Monlevade não pode perder esse momento.
Vejo com muitos bons olhos a iniciativa dos vereadores Lêlê do Fraga e Guilherme Nasser, que propuseram a criação de um projeto municipal de ajuda emergencial aos artistas.
Vejo que começa a ser formada uma espécie de FRENTE PARLAMENTAR DA CULTURA. Outros vereadores parecem também ser sensíveis ao tema, como Belmar Diniz, o atual presidente da câmara Leles Pontes, Gentil Bicalho e Claudio Cebolinha. Esses eu vi se manifestando de alguma forma. Mas creio que Tiago Titó também tem apreço à cultura, Vanderlei Miranda, Toninho Eletricista que é colaborador do Congado, enfim. Vejo um momento favorável.
Mas tá faltando alguma coisa... e sabe o que? Os artistas. Sem eles não tem arte, não tem cultura, não tem alma.
Temos o Indio do Forró, que da sua maneira, está tentando sacudir, acordar o pessoal e tem a humildade de dizer que sente na pele as dificuldades em colocar a comida na mesa e que o Poder Público precisa fazer a sua parte.
Vejo também o esforço do ativista cultural e ator NIEL FLÁVIO, que vai fazer uma live neste sábado (arte acima), dia 11, pra debater um assunto muito interessante, que pode ser a salvação da cultura na região: A LEI ALDIR BLANC, de ajuda aos artistas.
Na verdade a lei foi aprovada e vai direcionar verbas específicas para serem distribuídas para diversas cidades. Ainda não estão claras as regras e parece que as instituições culturais ainda estão se mobilizando para entender a lei e como será a destinação dessa verba.
Mas o NIEL tem toda razão em sua preocupação de tentar antecipar conhecimento, pois a classe artística não pode nem pensar em perder essa verba. 
Os artistas, com toda razão, temem que as verbas virem asfalto e manilhas, como infelizmente tem sido comum no Brasil.
Mas se a cidade estiver atenta, se os artistas estiverem mobilizados e conscientes, se a BANCADA DA CULTURA na câmara ajudar a pensar e fiscalizar e se a Administração Municipal quiser somar, creio que tem tudo pra dar certo.
Tenho certeza que a Claira Ferreira tem todo interesse em convergir também.
Mas então, só pra linkar os dois assuntos: tem a lei proposta pelos vereadores, do microcrédito para os artistas, que é municipal. E tem a lei Aldir Blanc, que é federal, mas administrada pelos municípios. As duas serão muito importantes e complementares.
Que a tribo da cultura não perca essa oportunidade.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus