Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

10/07/2020 08h01

"Tem muita gente ganhando dinheiro com esse Covid-19", afirma vereador

Segundo parlamentar, JOÃO Monlevade decretou calamidade com apenas um caso e já gastou R$100 mil só com lençóis

Compartilhe
João Monlevade - Utilizando a tribuna da Câmara Municipal durante a última reunião ordinária do Legislativo, realizada na quarta-feira, 8, o vereador Guilherme Nasser (MDB) foi duro em suas críticas em relação às ações adotadas pela Prefeitura de João Monlevade em combate à pandemia do Covid-19, o novo Coronavírus. 
De acordo com Nasser, as ações de isolamento social adotadas não estão corretas e há indícios de mau uso do dinheiro público gasto com a pandemia. O parlamentar, inclusive, criticou os indiscriminados pedidos de calamidade pública feitos por prefeituras do estado, inclusive a de Monlevade. “A verdade é que tem muita gente ganhando dinheiro com esse Covid-19. Está entrando dinheiro muito fácil, sem processos de licitação, através de pedidos urgentes de calamidade pública absurdos feitos por todo o Estado de Minas Gerais. Monlevade decretou estado de calamidade pública quando tinha apenas um caso confirmado de Coronavírus e pôde comprar várias materiais sem licitação. Só em lençol foi gasto mais de R$100 mil, que não foram usados. Já gastaram mais um milhão”, desabafou.
Em resposta ao colega, o líder do governo na Câmara, Sinval Jacinto Dias (PSDB), afirmou que todas as compras realizadas pela administração são de materiais necessários e de urgência no combate à pandemia.
 
Serviços essenciais
 
Guilherme Nasser também criticou o decreto da Prefeitura de João Monlevade, que estabelece o fechamento de serviços tidos como não essenciais, como os oferecidos por academias, centros esportivos, bares e restaurantes. “O que mata são as aglomerações, seja onde for. Não há como georeferenciar o vírus, ele pode estar nos bancos, nas lotéricas, nos supermercados, ele não tem que estar só nas academias, bares ou restaurantes. O que é essencial, para o trabalhador que ganha de forma suada e honesta seu pão de cada dia, é o seu trabalho. Sendo assim, o que pode ser definido como essencial?”, questionou.
Nasser também frisou que João Monlevade contava, naquele momento, com 342 casos confirmados de Coronavírus, sendo que 322 já estavam recuperados, só com 20 pacientes em tratamento domiciliar.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus