Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

17/04/2020 07h55

Luta contra o Coronavírus mostra o lado solidário do povo e do empresariado monlevadense

Luta contra o Coronavírus mostra o lado solidário do povo e do empresariado monlevadense

Compartilhe
João Monlevade - A pandemia do novo Coronavírus, o Covid-19, tem feito vítimas fatais por todo o planeta, alarmado a todos os continentes e mudado drasticamente os hábitos e a rotina da população, em virtude do necessário e vital isolamento social. Mas esse triste episódio de nossa história também tem registrado algo que pode ser visto em todo o mundo e, de forma expressiva, em João Monlevade e região: os exemplos de solidariedade e preocupação com o próximo e com o bem estar de todos.
Em João Monlevade, várias empresas e pessoas físicas têm tomado importantes iniciativas, implantado projetos sociais para ajudar quem precisa, doado recursos para entidades, diretamente para pessoas mais necessitadas nesse período de paralisação de várias atividades e disponibilizado recursos para o Hospital Margarida.
 
ArcelorMittal
 
Um dos exemplos é o da ArcelorMittal Monlevade, que doou R$4 milhões para a casa de saúde, recursos que serão utilizados diretamente na estruturação do atendimento às vitimas do Coronavírus. Além disso, a siderúrgica também lançou, através da Fundação ArcelorMittal, uma campanha para arrecadar doações para o Hospital Margarida. A Fundação doará o mesmo valor das doações da comunidade para combater o novo Coronavírus, dobrando, dessa forma, as doações. 
Para participar é preciso enviar à Fundação um comprovante do depósito feito na conta do Hospital, na agência 0607 da Caixa Econômica Federal, conta corrente 34.882-3, operação 013. Para DOC ou TED, é necessário informar o CNPJ 21.182.203/0001-92. A Fundação ArcelorMittal doará o mesmo valor do comprovante, que deve ser enviado para o e-mail marcos.bueno@arcelormittal.com.br ou pelo WhatsApp (31) 98412-7085. 
Outra entidade que, juntamente com a ArcelorMittal, se dispôs a ajudar o Margarida foi o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), que entregou, dias atrás, três respiradores mecânicos à casa de saúde. Os equipamentos foram os primeiros a serem entregues à unidade depois de serem reformados no Centro de Inovação ArcelorMittal para a Indústria (Ciami), em Belo Horizonte. Mais dois aparelhos mecânicos serão reparados e doados ao Margarida em breve.
De acordo com a siderúrgica, as restaurações e doações dos ventiladores mecânicos, a campanha da Fundação ArcelorMittal e a destinação dos R$4 milhões fazem parte das iniciativas para duplicar o Centro de Terapia Intensiva (CTI) com dez novos leitos, criar dezesseis novos leitos de enfermaria, assim como um pronto-atendimento exclusivo para suspeitas de coronavírus com sete leitos, além de comprar equipamentos, suprimentos e três mil testes rápidos para o Hospital Margarida.
 
Empresas se mobilizam  
 
Já o Hipercomercial Monlevade, de propriedade dos sócios Marcelo Bicalho e Hélio Leite, realizou a doação de R$50 mil ao Hospital Margarida no início da semana. A empresa Embrater também realizou a doação de R$50 mil nessa semana. 
Outras três empresas que realizaram doações de recursos nesse momento tão crítico ao Hospital Margarida foram a Dibisa Atacado, a Construtora Limac, e o Central Palace Hotel, que disponibilizaram o valor de R$10 mil cada uma à casa de saúde. Os valores foram repassados diretamente às mãos do atual provedor do hospital, José Roberto Grijó, que salientou a importância das doações. “As doações recebidas são de suma importância para o Hospital Margarida, principalmente em um momento tão crítico como pelo que passamos. As doações de empresas e de pessoas físicas são importantíssimas e, sem elas, a situação do Margarida estaria muito pior. Somos muito gratos a todos”, destacou Grijó.
A equipe de trabalho do Rock Pub Bar, situado no bairro de Lourdes, liderados pelo proprietário do estabelecimento, Pablo Cristian Andrade, tomou a iniciativa de recolher alimentos não perecíveis, montar cestas básicas e distribuir para as famílias carentes de João Monlevade mais afetadas pelas consequências da quarentena em virtude do combate à propagação do Coronavírus. De acordo com Pablo, qualquer quantidade e alimento perecível é bem vindo, como arroz, feijão, macarrão, açúcar, óleo etc. “Qualquer ajuda é bem vinda, o importante é ajudarmos os mais necessitados nessa situação difícil. Passaremos de carros nos bairros recolhendo os alimentos, depois montaremos as cestas e iremos distribuir às famílias mais carentes, que forem indicadas. Quem preferir também pode nos ajudar doando o combustível”, destacou Pablo.
Ainda segundo o organizador da ação, quem quiser doar pode entrar em contato com ele pelo telefone 9 8807-0953.
 
Equipamentos
 
Diante da pandemia e do cenário de escassez de insumos e de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), o grupo Longana e a Contgesp Consultoria estão arrecadando equipamentos a serem doados aos profissionais de saúde do Hospital Margarida. 
Os itens podem ser entregues no Posto Barrocar, situado à avenida Wilson Alvarenga, nº 1732, em Carneirinhos, de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 98728-0133.
 
 

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus