Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

13/03/2020 19h23

Ninguém automatiza a inteligência

Ninguém automatiza a inteligência

Compartilhe
A inteligência é um conjunto que forma todas as características intelectuais de um indivíduo, ou seja, a faculdade de conhecer, compreender, raciocinar, pensar e interpretar. Atualmente as pessoas tem muito medo de serem substituídas pela tecnologia, é claro que para algumas tarefas isso pode acontecer, mas existe uma certeza, um robô por exemplo ele é programado para exercer uma atividade específica, mas não é programado para tomar decisões. O ser humano é insubstituível para muitas ações, a máquina é só um processo em um instituição, quem tem a visão de como deve ser e porque tem que ser feito e o prazo que tem que ser entregue aquela determinada tarefa só o homem é capaz.
Mas é claro que a tecnologia está para ajudar principalmente para cumprir tarefas de forma mais rápida do que o ser humano conseguiria, e quando falamos em tecnologia podemos dizer tanto de grandes empresas quanto de pequeno porte, pois a acessibilidade está cada vez mais acessível.
Para se ter um bom desempenho com resultados esperados em uma instituição é essencial o papel do homem no processo, pois é ele que irá desenvolver o principal papel de gerenciar todo o processo até a chegada do resultado final. Se tem um sistema que gerencia uma determinada atividade, mas não é realizado um acompanhamento humano para avaliar o desempenho de um equipamento, o investimento no sistema não foi eficaz, pois o raciocínio e o controle de uma manutenção por exemplo é o homem que realiza, então o papel da inteligência artificial não é pensar e sim seguir o processo no qual foi programado. No setor da produção vai ser exigido uma mão obra mais qualificada, pois esse serviço mais operacional ficará cada vez mais técnico.
As pessoas se esquecem que a tecnologia é criada por uma pessoa para facilitar determinadas atividades para que o processo seja cada vez mais ágil e sem precisar se preocupar com o absenteísmo o que acontece muito do setor operacional. O foco da implementação dessas tecnologias é o ganho em eficiência e produtividade.
Mas sempre tem um lado positivo, pois desde as primeiras revoluções industriais que foram adaptando o mercado e evoluindo as máquinas, também foi gerando novas profissões, pois sempre vão gerar novas necessidades, e independente da área que o profissional atua deve-se se fazer as seguintes perguntas: o que estou fazendo para evoluir e me adequar ao novo mercado? Quais novas competências devo desenvolver? Quais ganhos posso ter com a abertura desse novo mercado? Se pensar que pode evoluir com o que já faz se tornará um profissional mais experiente e mais qualificado e preparado para esse novo mundo, que no final de tudo é sempre para atender pessoas, robôs não são criados para atender robôs e sim para facilitar o dia a dia das pessoas.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus