Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

27/09/2019 10h16

CAFÉ COM BOM DIA: Crise hídrica a vista

Crise hídrica a vista

Compartilhe
Crise hídrica a vista
O Igam já decretou escassez hídrica em parte da bacia do Rio Das Velhas e do Rio Grande... cidades já começarão a racionar água. Você está preparado pra isto?
 
Não temos planeta B
Uma greve global pelo clima levou milhões de manifestantes às ruas contra mudanças climáticas. Atos contra o aquecimento global ocorreram em 156 países, incluindo o Brasil, de acordo com os organizadores. 
Mais de 5 mil protestos aconteceram, em uma sequência que terminou com uma manifestação gigante em Nova York, Estados Unidos. Na luta, jovens que, sem um futuro garantido, partiram para definição – “já que não temos futuro, pelo menos haverá luta no presente”. O movimento é puxado por uma ativista sueca de 16 anos, Greta Thunberg.
 
Infância e futuro roubados
“Eu não devia estar aqui, eu devia estar na escola, do outro lado do oceano”, afirmou, emocionada, a jovem que lançou o movimento Greve Mundial pelo Clima quando em 2018 decidiu faltar às aulas para protestar junto ao parlamento sueco contra a inércia dos políticos em questões ambientais. No curto discurso que leu na abertura da Conferência pelo Clima da ONU, Greta Thunberg disse que faz parte do grupo de pessoas com sorte, mas que há gente que sofre e que está a morrer, que há ecossistemas inteiros a desaparecer, e que no planeta se está no início de uma extinção em massa, tudo ao mesmo tempo que os líderes mundiais apenas falam de dinheiro e “dos contos de fadas do crescimento económico eterno”. 
 
E vai esquentar
E o clima pirou de vez... o calor do último fim de semana deu lugar a um gelo no meio dessa semana. Mas não se enganem... vai esquentar, e muito. A temperatura mundial média de 2015 a 2019 deve ser a mais alta de qualquer período de cinco anos já registrado na história, afirma a agência da Organização das Nações Unidas (ONU) que se dedica à observação do clima. O relatório foi divulgado no domingo 22 de setembro, véspera da reunião de líderes mundiais sobre o aquecimento global. Embora 2019 ainda não tenha terminado, o relatório dá como certa essa projeção.
 
E aqui o fogo continua
Enquanto o mundo debate o aquecimento global, nas terras tupiniquins o fogo continua consumindo o que resta de floretas de Mata Atlântica.  Essa semana a Rua Fernão Dias e a Rua Industrial literalmente foram incendiadas – niguém denunciou e a cidade, mais uma vez foi tomada pela fumaça e fuligem. No Parque Estadual do Rio Doce as chamas consomem a maior reserva de Mata Atlântica do estado de Minas Gerais desde sexta-feira passada. Em todo estado incêndios consomem as vegetações dos vários biomas existentes no estado e também a capacidade de combate dos devassados órgãos de defesa social – bombeiros, Polícia Militar Ambiental, Brigadistas do IEF. Milhares de homens combatem esses incêndios desde julho, dezenas de aeronaves envolvidas, centenas de veículos, milhares e milhares de litros de combustíveis, ferramentaria e equipamentos, sem contar a manutenção de todo esse exército – milhões de prejuízo que no final termina no bolso do contribuinte.
 
Espíritos de porcos e a falta
de fiscalização e punição
Dois flagrantes tristes. Na semana passada, tão logo a prefeitura limpou a praça vizinha à Escola Geraldo Parreiras, no Vila Tanque, um espírito de porco descartou um monte de entulho no local... espalhando seu lixo pela encosta da praça. Já entre as avenidas Getúlio Vargas e Wilson Alvarenga – ao lado do antigo Posto Mombel – desafiando a placa colocada pela prefeitura – “Proibido jogar lixo nesse local”, algum espírito de porco amontoou lixo bem aos pés da placa. Será que ninguém viu? Ou ninguém sabe quem é o (s) pseudo (s) cidadão? Quem está errado... os porcos? Os vizinhos que não viram? A Prefeitura que não fiscalizou?
No final... todos pagam.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Inteligência artificial
O computar quântico do Google atingiu o estado “supremo” nesse dia 23. Segundo o Financial Times, o processador conseguiu calcular em 3 minutos e 20 segundos algo que o Summit, supercomputador mais avançado do mundo, levaria cerca de dez mil anos.  A notícia apareceu no site da Nasa, mas rapidamente foi retirada do ar. Desde o ano passado, o Google fez um acordo com a agência espacial dos Estados Unidos para realizar testes e pesquisas em seus supercomputadores. Os filmes de ficção científica, como Exterminador do Futuro e Matrix já previam o controle do planeta pela Inteligência Artificial. Enquanto o homem extermina o presente, as máquinas inteligentes podem tomar o poder evitando a destruição do planeta.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus