Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

09/08/2019 09h06

Frio pede café quente

Frio pede café quente

Compartilhe

Frio pede café quente

Bom Dia a todos e vamos tomar um café bem quente para espantar o frio e ver se conseguimos nos despertar desse torpor que nos impede de tomar as rédeas de nosso destino.

O Café com Bom Dia vai te situar nesse mundo em que vive – que é a sua cidade – onde você nasce, cresce, estuda, come, dorme, trabalha, se diverte, adoece, se cura, namora, casa, reproduz e perpetua a vida.

Viver em lugar saudável, lindo, maravilhoso, seguro, é seu direito. Fazer dele isso tudo, é seu dever.

Como estão seus direitos? Sendo respeitados? E seus deveres – tem cumprido?

O Cidadão X direitos X deveres

Cidadania é a prática dos direitos e deveres de um(a) (pessoa - cidadão) em uma cidade.  Os direitos e deveres de um cidadão devem andar sempre juntos, uma vez que o direito de um cidadão implica necessariamente numa obrigação de outro cidadão.

Um cidadão é uma pessoa que deve ser considera em uma fase madura o suficiente desenvolvido para agir consciente e responsavelmente dentro da sociedade.

O jeito brasileiro de ser

Já o brasileiro, em sua maioria, com seu “jeitinho” de ser, exerce sua cidadania apenas tendendo para o lado dos seus “direitos”, abandonando a premissa de que direitos e deveres andam juntos, são indissociáveis.

Quando um cidadão deixa de exercer seu dever ele acaba interferindo no direito de outro cidadão.

Círculo vicioso

Como um cachorro tentando morder o próprio rabo, o brasileiro entrou em um círculo vicioso que não consegue sair. Ao ter seu espaço invadido, seu direito tomado, ele prefere passar a nefasta atitude para frente que enfrentar a situação e lutar. E pior, busca um culpado para a atual situação em que se vive o país, o estado e a cidade.

Lei de Gerson

A famigerada “Lei de Gerson” encontrou solo fértil em uma população acostumada com a fartura da terra em que “se plantando tudo dá” e proliferou.

Entretanto, acostumado em não ler as letrinhas miúdas – não viram que, para levar vantagens, alguém tem que levar desvantagem – e nesse frenesi de “espertezas” esse alguém é simplesmente todo mundo... ninguém escapa.

A culpa é de quem?

O brasileiro, assim como o mineiro e assim como o médio piracicabense e também como o monlevadense, adora culpar alguém e sempre sobra para o de cima – presidente, senador, deputados, governadores, prefeitos, vereadores... esquecendo que, estes foram selecionados, escolhidos (por escolha mesmo ou até por omissão) para estarem ocupando estes cargos.

Nesse jogo de empurra-empurra quem mais paga o pato é justamente o cidadão, portanto, não tem como fugir da luta – chega uma hora que não tem como postergar, ou deixar de lado, ou mesmo deixar prá lá – se vai vier aqui – encare.

O brasileiro sendo brasileiro

Na última edição o Bom Dia replicou a coluna do Tribuna do Piracicaba – A Voz do Rio que chamava a atenção para essas questões, focando nas questões ambientais.

Naquela edição foi denunciado que “cidadãos” estavam descartando lixo irregularmente, em área de proteção ambiental, portanto cometendo crime.

Após as denúncias a prefeitura foi ao local e providenciou a limpeza.

Para surpresa, apenas dois dias após, jogaram lixo no mesmo lugar.

Ai caímos na pergunta acima levantada: De quem é a culpa?... do cidadão que desrespeita o direto do outro ? / do cidadão que vê e não chama a atenção e denuncia ? / do município e ou das autoridades que não criam ferramentas e condições para coibir e se for o caso punir os infratores?

Enquanto esses questionamentos não são respondidos, todo mundo é prejudicado e mais ainda quem se encontra justamente nesse andar de baixo – próximo ao problema, ou seja, na cidade – onde você nasce, cresce, estuda, come, dorme, trabalha, se diverte, adoece, se cura, namora, casa, reproduz e perpetua a vida.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus