Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

27/12/2018 21h54

Cemig deixa Santuário do Caraça sem energia desde o dia 21

Compartilhe

Cemig afirma que uma equipe da empresa vai comparecer ao local nesta sexta (28); gerência reclama de falta de retorno: "são mais de dez procolos registrados"

A cada dia a energia mais cara do Brasil se transforma também em uma das piores do país – a energia da Cemig.

Terceirizações, sub contratações e redução de quadro são alguns dos problemas apontados há algum tempo pelos sindicatos.

Agora a vítima é o Santuário do Caraça, em Catas Altas.

O Santuário do Caraça denunciou ao jornal O Tempo, estar sem energia elétrica há seis dias devido a forte chuva que atingiu a região na última semana.

A administração do local diz já ter entrado em contato com a Cemig, mas ainda não teve o problema resolvido. A geradora de energia afirma que uma equipe da empresa vai comparecer ao local nesta sexta-feira (28).

O gerente geral do Caraça, Márcio Mol, diz já ter entrado em contato com a Cemig por algumas vezes, mas sem um retorno efetivo.

“São mais de dez protocolos registrados. Duas visitas de equipes da Cemig. Mas não tivemos solução. Nesta quinta-feira, foi a última tentativa de contato e me informaram que o protocolo de chamado está em aberto e que a única coisa que podemos fazer é aguardar”, detalhou o gerente.

O administrador explicou que, devido a falta de energia, a igreja, a biblioteca, e as duas pousadas, que funcionam ao longo dos 10 mil hectares de patrimônio natural do santuário, estão sendo abastecidos por geradores particulares.

Para Márcio Mol, a Cemig estaria realizando um descaso com o santuário que recebe cerca de milhares de pessoas por ano, entre visitantes e hóspedes.

“No momento estamos com mais de 150 hospedes que graças ao nosso equipamento gerador tem energia elétrica, mas estão sofrendo com instabilidade de telefonia e internet porque o equipamento não alimenta nossos meios de comunicação”, explicou.

O problema afeta as máquinas de cartão de débito e crédito, utilizada por hóspedes do local e visitantes. Mas o agendamento de visitas e de hospedagem estão interrompidos devido a falta de contato telefônico.

Procurada pela reportagem, a Cemig alega que ao registrar a reclamação, a administração do Santuário informou o número de instalação de outro endereço.

“Após deslocar uma equipe para atendimento da ocorrência no endereço cadastrado, a Companhia não encontrou problemas na rede. Devido ao grande número de ocorrências na região, o novo atendimento foi agendado para a manhã desta sexta-feira (28)”, declarou a companhia.

Com informações d´O Tempo

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus