Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

31/10/2018 19h09

Catas Altas na rota do birdwatching

Atividade de observação de pássaros cresce no Brasil e Catas Altas está no circuito

Compartilhe

Uma atividade turística que vem crescendo exponencialmente no Brasil é o “birdwatching”, conhecido por aqui como “passarinhar”.

Essa prática vem, a cada dia, atraindo mais e mais adeptos, se tornando uma vertente altamente lucrativa do eco turismo.

As pessoas estão dispostas a consumir a emoção de ver, ouvir e fotografar pássaros raros e para tanto é preciso facilitar o acesso e fornecer estrutura para receber esse turista. Para exemplificar a capacidade econômica desse nicho, anualmente nos Estados Unidos são mais de 85 bilhões de dólares envolvidos na atividade de observação de aves, o que equivale a quatro Copas do Mundo de futebol.

Privilegiados

Abençoado pela natureza, cerca de 20% das aves do mundo vivem no território brasileiro, o equivalente a 1.919 espécies. Essa diversidade de espécies vem atraindo, a cada dia, mais e mais estrangeiros para a observação no País.

Algumas aves, como o pintor-verdadeiro (Tangara fastuosa) são endêmicas do Brasil e não ocorrem em nenhum outro lugar do Planeta e a Serra do Caraça e seu entorno contam também com inúmeras espécies endêmicas famosas.

Na biodiversidade do Caraça há espécies raras, ameaçadas de extinção, como o gavião-de-penacho, um poderoso predador, e ainda o incrível falcão-de-peito-laranja.

Adesão de brasileiros

Cada vez mais os brasileiros se dedicam ao “birdwatching”. O verbo passarinhar que dicionários definem como “andar à caça de pássaros” tem outro significado e valor para os observadores de aves: de registrar esses animais. Em setembro começou a temporada desta prática no Santuário do Caraça.

A Serra do Caraça e seu entorno tem uma biodiversidade favorável a atividade, recebendo inúmeros turistas durante todo o ano, mas com maior concentração desse público de setembro até março, quando as aves começam a acasalar e construir ninhos.

Na região existem cerca de 380 espécies registradas, mas os estudos continuam em andamento e ainda falta incluir algumas adições recentes.

Dicas para observação de aves

A observação de aves é uma atividade de lazer que também contribui para a conservação dos ambientes naturais e para a educação ambiental e científica. Seguem algumas dicas que tornam muito mais divertida e proveitosa a passarinhada.

Informação

Informe-se sobre as espécies de aves que habitam o local que você escolheu para passarinhar; Pesquise sobre o comportamento de cada família ou gênero. Ir ao lugar certo e saber o que procurar é o primeiro passo para uma boa passarinhada.

Use trajes adequados

Se você for entrar em uma área florestal, deve usar uma roupa discreta e, de preferência, camuflada com o ambiente para evitar que a ave se assuste e fuja. Use tons mais escuros de verde para mata e cerradão e tons mais claros de verde ou cáqui para cerrados baixos e campos.

Fique em silêncio

O silêncio e uma caminhada silenciosa são fundamentais para não espantar as aves. Limite a conversa ao mínimo essencial e pise ‘leve’, sobretudo se a trilha está coberta de folhas secas.

Não se aproxime muito

Chegar perto demais de uma ave silvestre pode oferecer risco, para você e para ela. Há chance de transmissão de doenças (de você para a ave e vice-versa) e de acidentes (arranhões ou bicadas). Evite, sobretudo, tocar filhotes, mesmo quando parecem abandonados. Muitos filhotes ficam sozinhos enquanto os pais buscam alimento e sua interferência gera estresse.

Preste atenção aos horários

As primeiras horas da manhã e o final da tarde são os horários de maior atividade das aves. Mas algumas espécies têm hábitos diferenciados, portanto, procure saber os horários e as épocas do ano de maior atividade de cada uma.

Use um equipamento de observação

Binóculo

O mais básico deles é o binóculo, Indispensável para uma boa observação. Escolha um modelo com aumento de pelo menos 8 a 10 vezes e boa luminosidade. Geralmente são os binóculos com lentes de diâmetro maior, que também são mais fáceis de focar. Isso ajuda muito na hora de encontrar a ave em meio a folhagens antes que ela voe. Existem binóculos com dispositivo para reduzir vibrações, o que é interessante, porém custam mais caro. Confira ainda o peso dos vários modelos e prefira o mais leve.

Play-back

Também pode-se usar um play-back, a melhor opção é um equipamento de MP3 que grave e reproduza sons com clareza. É mais leve, tão eficiente quanto o velho gravador de fita cassete, e suficiente para fins de observação.Evite o uso em excesso.

Câmera fotográfica

Outra alternativa é utilizar câmeras fotográficas. A popularização das câmeras digitais também aliviou o peso do equipamento de campo dos observadores, multiplicando as boas fotos.

Foto: Falcão de Peito Laranja é uma das aves raras que povoam a região do Caraça falco deiroleucus. Foto André Luiz Briso

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus