Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

13/06/2018 13h32

Com mais de R$29 milhões em caixa, Monlevade arrecadará quase R$1 bi nesse mandato

Arrecadação vem crescendo ano a ano em ritmo muito superior ao da inflação

Compartilhe

João Monlevade -Se alguns municípios brasileiros choram a queda na receita, João Monlevade é um dos poucos que pode comemorar o crescimento vertiginoso da arrecadação.

Enquanto a inflação nos últimos 3 anos somava cerca de 20%, a arrecadação monlevadense subia mais de 37%.

Em comparação a 2015 a arrecadação monlevadense cresceu quase R$50 milhões.

Veja o comparativo:

Exercício: 2015 ( Total R$ 155.703.628,11 )

 Exercício: 2016 ( Total R$ 162.085.312,38 )

 Exercício: 2017 ( Total R$ 167.764.987,29 )

Exercício 2018 – previsão de R$214.000.000,00

Vale ressaltar, que, um dos maiores gastos do município, que é com pessoal, a correção ficou aproximadamente em 15% nesse mesmo período. 

Em audiência pública para a apresentação dos relatórios de Gestão Fiscal referentes ao primeiro quadrimestre de 2018, realizada no dia 29 de maio, na Câmara Municipal, foi informado que o município arrecadou cerca de R$64 milhões apenas nos quatro primeiros meses de 2018.

Vale ressaltar que o estado e a união têm atrasado repasses devidos, o que poderia ter gerado arrecadação bem maior. Entretanto, esses repasses, segundo informação do assessor contábil da Prefeitura, Adilson Arlindo Carlos., caíram no mês de maio o que elevará consideravelmente os números para o terceiro bimestre – maio junho.

Para o primeiro bimestre, o Executivo arrecadou R$33.693.463,00 e no segundo, R$30.402.367,90.

Ainda segundo o assessor contábil, o município possui em caixa (dia 29 de maio), cerca de R$29.131.000,00.

Adilson disse que deste valor, R$17.801.390,05 serão destinados ao cumprimento de convênios federais, estaduais e contas vinculadas, que são contas cujos recursos são de finalidade especifica e não podem ser usados em outras finalidades, como os recursos destinados à educação, saúde entre outras.

O restante em caixa, ou seja, cerca de R$11.329.688,00, serão utilizados para o pagamento de despesas de custeio.

Uma posição confortável, segundo alguns vereadores, diante a uma situação de crise que atinge todo país, o que pode beneficiar a administração da cidade e diretamente os munícipes.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus