Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

25/05/2018 13h14

XVIII Festa do Vinho de volta às raízes

Programação e divulgação direcionada selecionaram o público que se mostrou compatível com o projeto de retornar com as origens da festa

Compartilhe

Catas Altas –Terminam as apresentações da sexta-feira, primeiro dia da XVIII Festa do Vinho de Catas Altas e aos poucos a plateia vai deixando a praça Monsenhor Mendes. São 4 horas da manhã do sábado e a praça praticamente vazia revela um cenário – o entorno praticamente limpo - demonstrando que a programação do evento atingiu seu objetivo – retornar com a essência da festa.  Sem shows comerciais a seleção natural do público foi efetiva e quem compareceu ao evento aprovou as alterações apresentadas.

Uma estrutura de segurança também garantiu a tranquilidade de todos e conforme informações da Polícia Militar nenhuma ocorrência foi registrada durante o evento, o que comprovou mais uma vez a qualidade do público presente.

 O novo layout da montagem do evento agradou em cheio a maioria do público, tanto visitantes, turistas, quanto catas-altenses, principalmente a locação do palco ao lado da Matriz, uma praça de alimentação ao lado direito da igreja, as mesas com sombreiros no largo da praça e mesas ao longo da rua Direita, o que promoveu uma boa distribuição do público que pode optar qual melhor lugar o atendia.

Uma maratona de shows de altíssima qualidade arrancou elogios do exigente público, que dançou e cantou durante os três dias de apresentações com Zé Geraldo, Roberta Campos, as orquestras Ouro Preto, Fractal Orchestra e Rockin’ Strings e ainda Daniel Dejero, Patricia Rosa, Lili Band – Prata da Casa, Glaucio Barbosa e Khadhu Capanema.

Exposições de esculturas em madeira do artista plástico José Maria Machado Barbosa, cerâmica dos ceramistas Tafé e alunos, Vinícius e ainda fotografias com poemas de Eder Ayres Siqueira  completavam o cenário que ainda contou com intervenções dos “Bonecos Realistas”.

Na abertura do evento, sob o cerimonial do ícone Tião Crispin, o prefeito José Alves Parreira e seu vice, Fernando Guimarães, deram boas vindas a todos e em seguida as novas Princesas do Vinho receberam as faixas de suas antecessoras – sendo as Princesas do Vinho de 2017, Mayra Magalhães Pereira, Ana Flávia de Souza Gomes e Maria Eduarda. As Princesas de 2018 foram em 3º lugar Paula Leonara, em 2º lugar Tamires La Belle e em 1º Lugar, Karen Alves Quintão.

Melhor Vinho

Na eleição, que contou com 15 participantes, o vinho “Oliveira”, do produtor Geraldo Oliveira, ficou em primeiro lugar. Em segundo ficou a produtora Luzia Batista com o “Cantina Real”. Neli de Souza produziu a bebida “Neli” que ficou em terceiro lugar no concurso.

Os três primeiros colocados receberam uma placa de homenagem.

A votação para escolha do melhor vinho de jabuticaba de Catas Altas foi realizada em 19 de maio, segundo dia da XVIII Festa do Vinho, no salão da Câmara.

Na ocasião, o corpo de jurado degustou cada uma das bebidas participantes e, após alguns critérios, como aparência, aroma, gosto e conjunto, elegeu os melhores a partir de uma pontuação que variava de 50 (fraco) a 100 (excelente). Para dar mais seriedade ao concurso, as garrafas foram numeradas e não estampavam os rótulos dos fabricantes.

Realização

A Festa do Vinho é uma realização da Prefeitura de Catas Altas, em parceria com a Associação dos Produtores de Vinho, Agricultores Familiares e Outros Produtos Artesanais de Catas Altas (Aprovart), e apoio cultural da Transamérica e Vale.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus