Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

29/03/2018 09h59

Cemig se manifesta sobre falta de energia em Catas Altas, prefeitura e Câmara se calam

Compartilhe

Após veiculação de denúncias contra a concessionária de energia elétrica do estado, Cemig, sobre as constantes interrupções de energia na cidade, a empresa, em contato com o Bom Dia, informou os motivos que levaram à queda de energia na referida cidade.

Segundo a Cemig, as ocorrências de falta de energia registradas na cidade de Catas Altas em março foram causadas pelas fortes tempestades que têm atingido a região durante o período. Árvores localizadas fora da faixa de proteção estabelecida tem prejudicado o fornecimento de energia na cidade. 

 Ainda de acordo com a empresa, a alta incidência de raios em Catas Altas também afetou o fornecimento de energia no local. “Do dia 1º até o dia  20/03, a Cemig registrou 527 descargas atmosféricas na região do município, um aumento de mais de 350% em relação ao  mesmo período do ano passado, que foi de 121 raios, informaram.

 A empresa informa, ainda, que está investindo na melhoria da rede elétrica do município e que este ano vai reforçar a rede de média tensão da cidade, instalando novos cabos de energia.

“Esse reforço vai aumentar a qualidade da energia distribuída e diminuir os riscos de interrupção. Só nessas obras a concessionária está investindo cerca de R$ 350 mil reais na rede”, disseram.

Silêncio

O Bom Dia enviou solicitação de informações às assessorias da Prefeitura de Catas Altas e da Câmara Municipal da cidade objetivando saber sobre quais as providências e ou ações que as instituições, responsáveis pela cidade, estariam desenvolvendo afim de buscarem soluções para os problemas que atingem não só a cadeia produtiva, mas toda população.

Apesar de a solicitação ter sido feita na semana passada, com esticado prazo de resposta, as instituições preferiram o silêncio, não oferecendo nenhum posicionamento que a população espera e merece até o momento.

Perdas e danos

Já a Cemig, além de buscar esclarecer sobre a queda de energia ocorrida em março – enviou também informações sobre danos em equipamentos.

Segundo a empresa, para danos em equipamentos eletrônicos, o cliente pode acionar a empresa via agência virtual (www.cemig.com.br), presencialmente em uma das agências de atendimento ou ainda pelo 116, em um prazo de até 90 dias após o dano. Nesse contato, o consumidor deve informar qual equipamento foi danificado, marca e modelo do produto e a data e a hora do ocorrido. Só quem pode fazer esse pedido é o próprio titular da conta de energia, e ele precisa ter em mãos uma fatura de energia, a carteira de identidade e o CPF.

Segundo estabelece a Aneel, a Cemig tem até 15 dias para analisar se o dano do aparelho foi provocado em decorrência de um problema na rede da companhia e enviar carta-resposta ao cliente. Em caso positivo, o cliente deverá fazer o orçamento para o conserto do equipamento em uma oficina e encaminhá-lo para a Cemig. Após a análise e deferimento do orçamento, a Cemig tem 20 dias corridos para ressarcir o cliente por meio de depósito em conta ou o conserto do aparelho. O cliente só deve consertar o aparelho após a autorização da Cemig, que poderá vistoriar o equipamento danificado.

Ainda segundo estabelecem as normas da Aneel, a concessionária de energia deve ressarcir apenas danos de natureza elétrica em equipamentos, causados por problemas na rede da empresa e distribuição do município. 

Sobre perdas de produtos, faturamento e ou vendas por motivo da falta de energia, a empresa não havia se manifestado até o fechamento desta edição.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus