Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

23/03/2018 06h30

Vírus da doença mão-pé-boca fecha escola em Catas Altas

Prefeitura de Catas Altas suspende aula na UMEI para evitar proliferação

Compartilhe

A Prefeitura de Catas Altas suspendeu as aulas na UMEI nesta quinta-feira, 22 e sexta-feira, 23, para o controle da proliferação do vírus da doença mão-pé-boca. A medida foi necessária, após serem detectados alguns casos no município.

“Nosso objetivo com a suspensão das aulas, é fazer uma higienização completa na escola para que os pais possam enviar seus filhos sem preocupação”, destaca a secretária de educação Renata Soares.

Ainda de acordo com a secretária, outros casos foram registrados nas escolas municipais Chapeuzinho Vermelho e Agnes Pereira Machado. “Queremos tranquilizar os pais, pois assim que tivemos confirmação de que os casos suspeitos eram, realmente, a doença, já tomamos providencia para evitar que ela se espalhasse. Mas é importante que essa preocupação com a higienização não seja só na escola. Em casa, cada um deve fazer sua parte”, completa.

“O primeiro caso confirmado com laudo do ano de aluno da rede municipal foi registrado na semana passada. Assim que recebemos a confirmação, já iniciamos os procedimentos necessários em parceria com a secretaria de saúde”, justifica Renata.

Para tranquilizar e orientar os pais, as secretarias de educação e saúde fizeram nessa quarta-feira, 21, uma reunião na UMEI para explicar sobre a doença, os sintomas, os riscos, o tratamento e a forma de prevenção.

Além disso, no dia 19 de março foi enviado um folheto com orientações e medidas preventivas.

Doença mão-pé-boca- A doença mão-pé-boca (HFMD, sigla em inglês) é uma enfermidade contagiosa causada pelo vírus Coxsackie da família dos enterovírus que habitam normalmente o sistema digestivo e também podem provocar estomatites (espécie de afta que afeta a mucosa da boca). Embora possa acometer também os adultos, ela é mais comum na infância, antes dos cinco anos de idade.

Sintomas: São sinais característicos da doença mão-pé-boca:

- Febre alta nos dias que antecedem o surgimento das lesões;

- aparecimento na boca, amídalas e faringe de manchas vermelhas com vesículas branco-acinzentadas no centro que podem evoluir para ulcerações muito dolorosas;

- erupção de pequenas bolhas em geral nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, mas que pode ocorrer também nas nádegas e na região genital.

Transmissão - A transmissão se dá pela via fecal/oral, através do contato direto entre as pessoas ou com as fezes, saliva e outras secreções, ou então através de alimentos e de objetos contaminados. Mesmo depois de recuperada, a pessoa pode transmitir o vírus pelas fezes durante aproximadamente quatro semanas.

Não existe vacina contra a doença.

Recomendações:

* Nem sempre a infecção pelo vírus Coxsackie provoca todos os sintomas clássicos da síndrome.  Há casos em que surgem lesões parecidas com aftas na boca ou as erupções cutâneas; em outros, a febre e a dor de garganta são os sintomas predominantes. Fique atento, portanto;

* Alimentos pastosos, como purês e mingaus, assim como gelatina e sorvete, são mais fáceis de engolir; já os alimentos ácidos, muito quentes e condimentados são mais difíceis;

* Bebidas geladas, como sucos naturais, chás e água são indispensáveis para manter a boa hidratação do organismo, uma vez que podem ser ingeridos em pequenos goles;

* Crianças devem ficar em casa, em repouso, enquanto durar a infecção;

* Lembre sempre de lavar as mãos antes e depois de lidar com a criança doente, ou levá-la ao banheiro. Se ela puder fazer isso sozinha, insista para que adquira e mantenha esse hábito de higiene mesmo depois de curada.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus