Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

20/03/2018 14h22

Anglo American: Mineradora restitui abastecimento de água

Compartilhe

Depois de ter bens no valor de R$ 10 milhões retidos pela Justiça para garantir o pagamento de indenizações e reparações socioambientais decorrentes do rompimento do mineroduto Minas-Rio, a mineradora Anglo American conseguiu pelo menos restituir o abastecimento público do município de Santo Antônio do Grama, na Zona da Mata. No último dia 12, a tubulação que transporta minério de ferro de Conceição do Mato Dentro e de Rio Pardo de Minas para o porto de São João da Barra (RJ) foi avariado e provocou um grande derramamento do mineral, atingindo o Córrego Santo Antônio, que abastecia ao município e não pode mais ser utilizado para captação. De acordo com a empresa, foi concluída na última sexta-feira a obra de uma adutora definitiva do Ribeirão Salgado, que passa a abastecer a Estação de Tratamento de Água (ETA) de Santo Antônio do Grama. “Agora, estão sendo realizados testes que habilitarão o funcionamento da estrutura”, informou a mineradora por nota.

Segundo a Anglo American, o monitoramento da qualidade da água continua sendo feito em 17 pontos do ribeirão atingido e do Rio Casca, que também acabou afetado, até o ponto de confluência com o Rio Doce. Nas coletas, são apurados dados em tempo real, tais como pH, oxigenação, temperatura, entre outros, além de dados que seguem para análise laboratorial. Os primeiros resultados das análises laboratoriais ficarão prontos na semana que vem, ainda segundo a empresa.

A mineradora informou, ainda, após a remoção e análise do duto onde ocorreu o vazamento, que foi identificada uma fissura. “O evento ocorreu num segmento próximo à Estação de Bombas 2, em Santo Antônio do Grama (MG).” A completa substituição do segmento estava prevista para ser concluída ontem, “obedecendo todas as condições de engenharia e de segurança. A investigação das causas do acidente, realizada por empresa externa, continua e envolve uma complexidade de testes metalúrgicos. Quando o laudo for concluído, as informações serão divulgadas”.

 

A Anglo American informou que após o acidente, foram realizadas inspeções em diversos trechos do mineroduto, por meio de ultrassom, que é uma tecnologia de alta precisão, e foi confirmada a integridade do duto em todo o trecho inspecionado. “A retomada das operações apenas será programada quando as condições de segurança estiverem garantidas.”

Sobre a ação civil pública do Ministério Público, a Anglo American informou que o abastecimento de água está normalizado e a contenção do vazamento ocorreu imediatamente. “No sábado, o material começou a ser retirado do ribeirão por caminhões, e está sendo depositado nas instalações da empresa. Sobre a auditoria ambiental e o cadastro dos atingidos pela falta de água, estamos estudando o pedido. Sobre o bloqueio de R$10 milhões, a empresa esclarece ainda que, até o final da tarde de sexta-feira não o identificou. Em paralelo, foi pedida a substituição do bloqueio por uma garantia, conforme previsto na legislação.”

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus