Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

04/09/2017 16h45

Após serem barrados de fiscalizar falta de materiais na saúde, vereadores apresentam denúncia ao MP

Parlamentares também registraram um Boletim de Ocorrência por terem sido barrados no almoxarifado da Prefeitura

Compartilhe
Na última sexta-feira (1º), por volta das 15h, os vereadores Belmar Diniz (PT) e Revetrie Teixeira (PMDB), junto da conselheira de Saúde, Jalva de Fátima Ribeiro Santos foram impedidos de fiscalizar a falta de materiais que são usados na área da saúde. Eles faziam visitas em unidades quando decidiram checar a falta dos materiais no almoxarifado central da Prefeitura e foram barrados na entrada. 
 
Diante dos fatos, foi registrado um Boletim de Ocorrências. No documento policial consta que o encarregado do almoxarifado, José Elcio Loureiro, proibiu a entrada dos vereadores mesmo com a condição de representantes públicos e fiscalizadores do poder Executivo, ferindo assim o artigo 5º inciso 33 da Constituição Federal e Lei Orgânica Municipal em seu artigo 178.
 
Diante da proibição em adentrarem o local, os vereadores e a conselheira ligaram para o vice-prefeito, Fabrício Lopez, com intuito de buscarem uma autorização e mediação dos fatos. A secretária de Administração, Maria Do Socorro Silva Filgueiras, também foi procurada. No entanto, nenhum dos dois atenderam as ligações. 
 
Em contato com o vereador Belmar, ele explicou que em um mês e meio, o atendimento odontológico foi suspenso na Policlínica e no Centro de Referência em Saúde Bucal (Cresb) por pelo menos três vezes. Segundo ele faltam materiais médico-hospitalares básicos, como álcool, papel toalha e luvas. Materiais de limpeza e de escritório também estão em falta.
 
 “Está bem claro a questão da crise financeira na Prefeitura. Para mim estão tentado esconder a situação. Estamos tendo impedimento de fiscalizar, q eu é a nossa função. Mas  isso não vai ficar assim. Vamos pedir o posicionamento da presidência da Câmara e vamos levar a questão ao Ministério Público, porque não justifica o poder Executivo impedir o trabalho de fiscalização do vereador”, pontuou Diniz. 
 
A secretária de Saúde, Andréa Peixoto, foi procurada para comentar o assunto, por meio de sua Assessoria de Comunicação e, até a postagem dessa matéria não havia se manifestado. 

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus