Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

10/01/2017 08h24

Foi mal, Moreno, mas não vai ter leilão

Foi mal, Moreno, mas não vai ter leilão

Compartilhe

Todo mundo sabe (e não é segredo para ninguém) do interesse do Cruzeiro pelo atacante Marcelo Moreno. O boliviano já tem até uma proposta da Raposa em mãos. Mas acontece que o presidente Gilvan jogou a responsabilidade para cima do atacante ao dizer que o clube já fez tudo o que podia ser feito. Só que o Moreno não abre mão das luvas – bônus financeiro que um atleta recebe ao longo do contrato. A imprensa especula que a Raposa quer arcar apenas com os salários do jogador (cerca de 400 mil mensais), sem nenhuma outra garantia financeira, isto é, sem as luvas.

É inegável a qualidade de Marcelo Moreno. Em suas duas passagens pelo Cruzeiro, o atacante teve números excelentes. Em 2007/2008, o boliviano marcou 21 gols, enquanto em 2014, ele balançou as redes em 24 oportunidades. Foi o artilheiro da Copa Libertadores em 2008 e o melhor marcador da Raposa no Brasileirão 2014, junto com Ricardo Goulart. Com esses expressivos números, Moreno tornou-se o maior artilheiro estrangeiro de toda a história do Cruzeiro.

Engraçado é que jogador vive declarando amor por clube e na hora do “vamos ver”, o dinheiro é que fala mais alto. Quem ama o clube é o torcedor, não tem jeito. É claro que tem jogador que sente amor pelo seu clube. São poucos, mas eles existem. O zagueiro Léo, por exemplo, é um torcedor fanático e que teve a alegria de poder jogar pelo seu time de coração. Todo ano ele recebe propostas para deixar o Cruzeiro, mas ele sempre nos coloca em primeiro lugar.

Enfim, considero que o presidente está agindo com prudência nesse caso. Se quer vir jogar no Cruzeiro, a proposta já está feita e é isso que podemos oferecer agora. Se vier, será muito bem recebido pela China Azul.

 

Pedro Henrique é estudante de Letras, cruzeirense fanático, twitteiro e blogueiro assíduo. 

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus