Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

29/09/2016 20h37

S&P rebaixa nota da Samarco para nível de calote

Compartilhe

A agência de classificação de risco Standard and Poor’s (S&P) rebaixou nesta quarta-feira (28) a nota global da dívida da mineradora Samarco de “CCC” para “D”, último degrau da escala, caracterizando calote. A nota na avaliação nacional da companhia também foi rebaixada, de “brCCC” para “D”.

O rebaixamento acontece após o não pagamento de US$ 13,4 milhões referentes a juros de um bônus e que venceram na segunda-feira (26).

"Acreditamos que a Samarco não vai fazer o pagamento nos próximos 30 dias e, provavelmente, vai deixar de fazer pagamentos de outras obrigações financeiras devidas nos próximos meses, incluindo pagamentos de juros sobre as outras notas seniores sem garantia. Como resultado, esperamos default da Samarco em todas ou substancialmente todas as suas obrigações", acrescentou a S&P.

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, 28, a Samarco confirmou que não realizou o pagamento no valor aproximado de US$ 13,4 milhões. "A Samarco continua a explorar opções em relação a uma reestruturação de sua dívida. Adicionalmente, os programas de remediação e compensação determinados no Acordo Global celebrado com o Governo brasileiro continuam a ser cumpridos", disse.

Segundo a Reuters, a Samarco tem US$ 2,2 bilhões de dívidas em bônus e cerca de US$ 1,6 bilhão em empréstimos bancários, e tem que pagar em juros de três bônus US$ 54 milhões até novembro.

O não pagamento dos juros evidencia a relutância das controladoras da Samarco em oferecer mais recursos para a empresa, após aceitarem pagar até US$ 20 bilhões em multas e compensações relativas ao desastre ambiental de Mariana, em novembro do ano passado. Em agosto, uma decisão da Quinta Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) anulou a homologação do acordo.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus