Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

28/04/2016 08h17

Bio Extratus é pioneira na utilização de energia fotovoltaica

Bio Extratus é pioneira na utilização de energia fotovoltaica

Compartilhe

Alvinópolis - Apesar do Brasil não se destacar através de novas fontes renováveis de energia, Minas Gerais vem brilhando na chamada geração fotovoltaica distribuída. O estado tem o maior número de micro e miniusinas, aquelas instaladas nos telhados das residências. Aos poucos a geração a partir do sol começa a alcançar também as indústrias. Em Alvinópolis, a Bio Extratus concluiu investimentos da ordem de R$ 3 milhões e será a primeira indústria no país a utilizar energia 100% fotovoltaica instalada com capital próprio.

“Em todos os países do mundo onde a energia fotovoltaica decolou foi alavancado por políticas públicas ou por iniciativas do setor privado que contornou os impasses”, observa Bárbara Rubim, coordenadora no Greenpeace da campanha de energias renováveis.

Driblar os impasses foi a atitude da Bio Extratus, especializada em cosméticos naturais. A indústria, que atualmente consome 67 mil kw/h mês de energia, a partir de maio vai ser abastecida pela fonte fotovoltaica. A construção da usina foi rápida, cerca de dois meses e a decisão foi bancar o projeto com capital próprio.

“Estimamos recuperar o investimento de R$ 3 milhões em sete anos, mas o maior retorno que pretendemos é o ambiental. A geração de uma energia renovável e menos agressiva faz parte da política ambiental da empresa”, aponta Lindouro Modesto, um dos fundadores da indústria, que começou com a fabricação caseira de xampus, na cozinha de casa, e hoje emprega 530 funcionários. “Estamos apenas aguardando a chegada da Rússia, de um religador, equipamento que dá proteção à rede da Cemig para dar início ao funcionamento da usina”, explica Lindouro.

As 6 mil toneladas de cosméticos/ano produzidas pela Bio Extratus e comercializadas para todo o país, com exportações também para Europa, Estados Unidos e América do Sul, vão ser agora fabricadas com a energia fotovoltaica. São 2.159 placas de 265 Megawatts cada, distribuídas em 4 mil metros quadrados de telhados e galpões. 

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus