Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

25/06/2015 15h31

Criação de Brigada Voluntária de Prevenção e Combate a Incêndios é discutida na câmara

Compartilhe

A criação de uma Brigada Voluntária de Prevenção e Combate a Incêndios no município foi pauta de uma reunião na Câmara de João Monlevade. O encontro, que ocorreu dia 23, teve como participantes o presidente da Câmara, Djalma Bastos (PSD), o coordenador de apoio administrativo e membro da comissão coordenadora do projeto ambiental ‘Broto da Vida’, Rafael Linhares, o bombeiro da reserva e voluntário, Luciano Antônio Ferreira, o voluntário Antônio Marino Gonçalves, e o presidente do Serviço Voluntário de Resgate (Sevor), Humberto Guimarães Fernandes.

Conforme esclarecido por Djalma, a criação da brigada está prevista na Resolução 691, que implanta o projeto Broto da Vida na cidade. “Queremos desta forma, trabalhar em especial a prevenção e auxiliar no combate a incêndios, de forma responsável e com treinamentos e capacitações dos voluntários”, explicou. Para tanto, o presidente da Câmara já esteve em Belo Horizonte em reunião com o diretor da Diretoria de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais e Eventos Críticos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Rodrigo Belo, para conhecer formas de se firmar convênio com o Governo do Estado, a fim de se conseguir equipamentos e treinamentos para a brigada. “O encontro foi muito positivo. Já saímos de lá com algumas diretrizes que vamos seguir para aquisição de equipamentos e de infraestrutura, a fim de nos estruturarmos este ano e ano que vem”, destacou.

Durante a reunião, Humberto destacou que o Sevor será parceiro da iniciativa, dentro das viabilidades de atendimento dos voluntários. Já Luciano e Antônio, que já tem experiência na área, se prontificaram a coordenar a brigada voluntária, e a buscar em parceria com o Legislativo, toda a infraestrutura para que ela seja de fato implantada.

Para Djalma, esta soma de esforços é importante para que as ações saiam do planejamento e ganhem a prática. “Institucionalizar o Broto a Vida foi uma forma de garantir a continuação do projeto, independente de quem estiver na gestão da Câmara. Defendo sempre a questão ambiental e é importante enquanto que se dê prosseguimento às ações, em especial o Poder Público”, disse Djalma.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus