Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

01/09/2014 16h29

Peas conclui curso de formação de adolescentes em Monlevade

Compartilhe

O Programa de Educação Afetivo Sexual (Peas) concluiu na última semana o curso de formação de adolescentes, certificando 20 jovens das Escolas Municipais Germin Loureiro, Cônego Higino, Emip e Centro Educacional. O Peas é desenvolvido em Monlevade por meio de uma parceria entre a Fundação ArcelorMittal Brasil e a Prefeitura Municipal, através das Secretarias de Educação, Assistência Social e Saúde.

O curso teve a duração de 48 horas, divididas em 16 oficinas sobre temas como Adolescência, Corpo e Autonomia, Sexo e sexualidade, Vulnerabilidades, Violências, Uso abusivo de drogas, Prevenção às DST/ HIV Aids, entre outros. O objetivo é formar grupos de adolescentes e jovens que virem referências do Peas nas escolas e na comunidade, contribuindo para o desenvolvimento pessoal, social e produtivo. “A gente cresceu muito como pessoa e tenho certeza que depois disso, no futuro, podemos nos tornar homens e mulheres melhores que nos tornaríamos antes do curso”, disse Jaíne Rodrigues de Matos, de 14 anos, aluna da Emip.

Durante a entrega de certificados, o prefeito de João Monlevade, Teófilo Torres, destacou o fato de Monlevade ter sido escolhida para implantação do primeiro grupo de formação de adolescentes do Peas – “o nosso município é parceiro da Fundação e sente-se orgulhoso em ser pioneiro nesta iniciativa também”, afirmou. João Carlos de Oliveira Guimarães, especialista em Comunicação da ArcelorMittal Monlevade, disse que o Peas é o exemplo mais definido dentro daquilo que a Fundação propõe, que é trazer o que temos de conhecimento e fazer com que as pessoas o disseminem.

Sobre o Peas

Ao estimular que adolescentes discutam e reflitam sobre temas relacionados à sexualidade e à saúde reprodutiva, o Programa de Educação Afetivo-Sexual (Peas) aposta na formação de jovens mais conscientes, atuantes e com comportamento mais seguro.Atividades como produção de programas de rádio, jornal, peças de teatro e formação de grupos de discussão, inspiram verdadeiras mudanças de comportamento e transformam os jovens em agentes promotores de ações preventivas da violência, do uso de drogas, de doenças sexualmente transmissíveis e da gravidez não planejada. O Peas é aplicado por educadores capacitados que também se organizam em comitês multiplicadores do programa. Foi implementado pela Fundação em 2000, a partir de metodologia desenvolvida pela Fundação Odebrecht em parceria com o Governo do Estado de Minas Gerais. Por meio da ArcelorMittal Monlevade, o Peas está implantado em Rio Piracicaba e João Monlevade.

Foto:Bruno Guimarães Produções

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus