Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

16/06/2014 16h02

Prefeitura e comunidade realizam mutirão para reforma de escola

Compartilhe

A Escola Municipal Manoel Tomás Pinto Figueiredo Neves, localizada na região de Duas Pontes, no distrito de Ipoema, está passando por uma reforma emergencial. Realizadas pela Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), as obras contam com a comunidade escolar que se uniu em um mutirão para executar o trabalho. A atividade começou nesta sexta-feira ,13, devendo ser concluída em 15 dias.

A direção da escola usou parte da verba que recebe do município para comprar tinta. O restante do material necessário para a reforma foi disponibilizado pela SME. Os instrumentos de trabalho, como pás, carrinhos de mão, machados e outros, foram cedidos pela própria comunidade. As obras incluirão reforma do piso, telhado e da parede externa; conserto do teto e da pia da cozinha; adaptação de um dos banheiros para uso dos alunos da educação infantil e pintura das salas de aula. “Essas são as primeiras partes que vamos consertar, pois são as que mais apresentam problemas. A parte elétrica já foi totalmente restaurada pela Prefeitura, por funcionários da Secretaria Municipal de Obras (SMO)”, disse a coordenadora da instituição, Claudilene Santos Chaves.

Sobre o mutirão, a coordenadora disse estar muito grata com o apoio da comunidade escolar, principalmente por estarem em período de recesso. “À medida que vamos presenciando o desconforto dos alunos e funcionários, lidando todos os dias com as dificuldades, percebemos que, realmente, esperar não é fazer. Temos aqui 30 pessoas – entre funcionários da escola, pais e alunos – trabalhando, de forma voluntária, em benefício dos estudantes. Estamos em período de recesso escolar, e mesmo assim, muitos se mobilizaram para nos ajudar. Isso é muito gratificante para nós”, declarou.

Idealizador do projeto de mutirão, o secretário-adjunto da SME Giovane Magno Lopes também participou do trabalho. Segundo ele, a ideia surgiu no início de 2013 quando foi necessário fazer uma reforma na antiga sede da Associação Ocupacional e Assistencial dos Deficientes de Itabira (Aoadi), na rua São Manoel, no bairro Juca Batista, para abrigar alunos da educação infantil da Escola Municipal da Água Fresca. “Fizemos alguns mutirões e conseguimos adaptar o local para recebermos os alunos de quatro anos. A partir daí, percebemos que seria possível, junto com a comunidade, realizar esse trabalho para melhorar as escolas onde a situação está mais precária”, disse.

Giovane Lopes lembrou que o governo municipal está realizando reformas em várias escolas. No entanto, de acordo com ele, o orçamento destinado a reformas é insuficiente para incluir todas as instituições, de uma única vez, no mesmo processo. “Por isso, estamos desempenhando esta atividade principalmente nas escolas que não precisam passar por uma reforma estrutural mais severa, como é o caso da E. M. Manoel Tomás Figueiredo. Estamos aqui para tornar este espaço melhor”. O secretário-adjunto destacou que “a participação da comunidade é fundamental. Convidamos e muita gente compareceu. Esse é um dos pontos positivos: escola e comunidade unidas para melhorar ainda mais a educação em nosso município”.

Para a secretária municipal de Educação, Luciane Maria Ribeiro da Cruz Santos, a manutenção da rede física das escolas é um dos indicadores de qualidade de ensino. “Essa é uma iniciativa pequena perto das grandes necessidades que temos para recompor e dar condições de usabilidade para os usuários da educação. Por isso, quando a SME percebe o interesse da comunidade em participar da manutenção das escolas, valorizamos isso e trabalhamos em sistema de parceria, oferecendo todas as condições materiais e vindo também ajudar da melhor forma que podemos, da maneira mais eficaz e, se possível, rápida, colocando a mão na massa mesmo. Esta é uma ação significativa porque tem a presença das pessoas da comunidade que aprendem a valorizar o espaço público e o próprio espaço escolar”.

Ainda de acordo com Luciane Ribeiro, o pedido de recuperação da rede física da E. M. Manoel Tomás Pinto Figueiredo Neves foi feito na primeira edição do programa governamental Ouvir Você, ocorrido em Ipoema, em abril do ano passado. “Esta atividade compõe o atendimento de uma das reivindicações do Ouvir Você. Outras, específicas para esta unidade escolar, já foram realizadas. É nosso dever e desejo continuar com a melhoria da rede física desta escola e de todas as outras. À medida que tivermos contratos específicos de manutenção, esta instituição não ficará excluída, ela também será envolvida com outras ações, como uma reforma mais intensa nos banheiros ou até mesmo uma ampliação”, afirmou a secretária de Educação.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus