Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

31/03/2014 11h04

Pai é acusado de estuprar filha

Compartilhe

Um homem de 34 anos, morador do bairro Promorar em João Monlevade, foi preso na manhã deste sábado (29), pela Polícia Militar, acusado de violentar sexualmente a filha dele de 12 anos de idade. Para preservar identidade da criança, o nome do autor foi preservado.

Segundo a delegada Camila Batista Alves, da Divisão de Crimes Contra a Vida e Tráfico de Drogas, o homem teria cometido o crime durante a madrugada e o autor, teria manipulado o órgão genital da menina enquanto se masturbava. “A mulher contou que o homem teria acordado durante a madrugada e chamou a criança para o sofá da sala. Lá ele teria acariciado a genitália da filha com uma das mãos e, com a outra se masturbava.

Pela manhã a criança contou para a mãe o que teria ocorrido durante a madrugada. A mulher acionou a Polícia Militar, isso já por volta das 11h e o homem foi levado preso em flagrante.

Na delegacia a mulher, que amamentava outro filho do casal, estava bastante revoltada com o crime. A criança de 12 anos estava bastante assustada. Ela segurava nas mãos a identidade do pai.

De acordo com a delegada, o homem foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável. “Este tipo de crime é bastante e muitas vezes as pessoas preferem não denunciar por vergonha. A orientação é que os pais estejam sempre atentos ao comportamento dos filhos menores e denunciem, só agendo desta forma eles podem evitar que o mal continue”, disse ela.

Ainda segundo Camila Batista, a criança foi encaminhada para exames de Corpo delito e o homem para o Presídio da Cidade. “Neste caso, segundo a mãe, não houve penetração, mas o Art. 213 do Código Penal Brasileiro, não considera apena o ato sexual em si. Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso. Somente com o depoimento da criança é possível saber se o crime realmente aconteceu. Uma criança de 12 anos não teria como criar uma situação dela mesmo, se não tivesse realmente acontecido”, finalizou a delegada.

Foi decretada a prisão preventiva do suspeito, devendo ele ficar preso até a conclusão das investigações.

Fonte: Bell Silva / foto ilustrativa

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus