Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

27/03/2014 16h52

Câmara solicita agendamento de reunião para tratar de Segurança Pública

Onda de violência na cidade repercute em reunião ordinária

Compartilhe

O presidente da Câmara de João Monlevade, Guilherme Nasser (PSDB), solicitou o agendamento de uma reunião com o comandante da 17ª Cia. Independente da Polícia Militar, tenente coronel Márcio Geraldo Soares, para a próxima semana. O pedido foi feito durante reunião ordinária do Legislativo, na última quarta-feira, dia 26. Conforme declarado por Guilherme, o encontro, que terá a participação de todos os vereadores, é para discutir a onda de violência que vem ocorrendo em Monlevade. “Queremos não apenas discutir as ações da Polícia Militar, que sempre foi parceira da sociedade. A Câmara quer também se prontificar a ajudar neste trabalho, no que for necessário”, declarou.

O último caso de violência que assustou os moradores da cidade foi o brutal assassinato do taxista de Rio Piracicaba, José Newton Caldeira, 50, que foi sequestrado e morto por cinco pessoas. A resposta da Polícia Militar foi rápida, pois prendeu o bando. Contudo, notícias de furtos e roubos no município são frequentes na imprensa, o que resultou no pedido desta reunião. Serão convidados ainda a Polícia Civil, a Promotoria de Justiça e um representante da Prefeitura. “Esperamos que todos participem, para que possamos somar esforços em prol do bem estar da nossa comunidade”, disse.

Violência repercute em reunião ordinária

A onda de violência em João Monlevade e na região repercutiu em reunião da Câmara. O primeiro a falar sobre o assunto foi o vereador Vanderlei Miranda (PR). Segundo ele, o caso do taxista assustou a todos, devido à crueldade com que o crime foi cometido. “A família da vítima sofre muito. É preciso estudar uma forma de coibir esta violência, em especial pelos membros deste grupo terem vindo de fora da cidade”, declarou.

Outro a falar do assunto foi Djalma Bastos (PSD). Ele se mostrou indignado com a forma como a vida humana vem sendo descartada. “Pessoas deste tipo não tem compaixão, não tem sentimento pela vida do outro. Os valores hoje em dia não estão sendo levados em conta”, destacou.  A fala dos dois vereadores foram apoiadas pelos demais edis. Guilherme Nasser ainda complementou, afirmando que as drogas também devem ser combatidas. “Por isto estamos agilizando a posse do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas, importante ferramenta neste combate”, declarou.

 

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus