Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

20/02/2014 11h47

Daniel Bahia - Ella

Compartilhe

“Ella” aconteceu de modo diferente da maioria de nossas outras produções. É um videoclipe onde o artista que executa a música não “mostra a cara”. Lembro que na semana que criamos o roteiro ainda não tínhamos a atriz, no entanto, já tínhamos a ideia de que seria livre e leve a interpretação.

Durante aquela semana eu e o Daniel chegamos a falar com algumas mulheres que poderiam participar. Mostramos a canção e falamos das ideias; todas entendiam e gostavam do que estavam vendo mas não era possível participarem, por causa de tempo, dia ou algum compromisso inadiável.

No inicio era apenas um trabalho para ser apresentado na faculdade pelo Daniel, faltavam poucos dias para finalizar e ainda não tínhamos ninguém para "Ella". Coincidentemente, uma amiga veio me parabenizar pelos trabalhos da F Imagens e, como já havia notado o dom que ela tem pra arte, não hesitei e fiz o convite. Com um sim de primeira e poucas palavras, Pamela Starling era a atriz que procurávamos. Ela escutou a canção e já disse: "estou dançando aqui, dá pra sentir essa harmonia na alma".

Entrei em contato com o Daniel que foi logo dizendo "É Ella cara!". Assim, foi se formando vídeo e áudio. Em 1 dia fizemos todas as tomadas, algumas no bistrô B-612 e outras na casa de uma amiga. O segundo dia foi para edição, audição e analise e, no ultimo dia, chamei o Daniel Bahia para assistir ao resultado final e me lembro de vê-lo emocionado e disse novamente: "É Ella cara".

"Minha música é um escape, meus passos têm ritmo, melodia e harmonia. Não foi diferente nessa canção, Ella. Inspirada nas nuances sentimentais femininas.

Hoje, o cinema talvez seja minha maior inspiração. Na velocidade do meu pensamento descrevo em música todos os frames, cenas e quadros que vejo.  Em Ella, o afeto com o mundo feminino foi crucial para a composição, tanto da música em si, quanto no videoclipe.

A música foi psicografada. Meu processo de composição é baseado na entrega da minha alma para a música, me atiro de vez na composição e deixo-a fluir como num romance tresloucado a me balançar.

Quando terminei a música já tinha todas as cenas na cabeça. O mais difícil foi arrumar a atriz, e Ella, Pâmela Starling foi escolhida quase que nos últimos instantes. Já no primeiro contato ela adentrou com sensibilidade na música, foi uma interpretação quase que realística.

A música é uma poesia sonora em homenagem a mulher. Mulher que sangra, que ama e que com o ventre abre os corações do homem. Isso me faz o melhor compositor, gosto de me inspirar nesse universo.

O vermelho amargo é uma citação aos rituais gregos que eram regados a vinho e eu trouxe uma percepção contemporânea desses rituais.

Agradeço ao João Freitas e ao André Freitas que participaram na execução da canção e principalmente ao Letto que sussurrou brilhantemente solfejos que arrepiam qualquer alma." - Daniel Bahia

Pra fechar essa produção, tivemos a estreia também do nosso canal no Vimeo. Uma alternativa que tínhamos para deixar os vídeos mais próximo da qualidade final dele.

Acesse http://vimeo.com/73243220

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus