Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

16/01/2014 11h13

Moradores protestam fechando BR em Bela Vista de Minas

Situação da distribuição de água da Copasa foi um dos motivos do protesto

Compartilhe

Cerca de 80 moradores de Bela Vista de Minas iniciaram um protesto por volta das 19h30 dessa quarta-feira, 15, na Praça Tancredo Neves, que fica debaixo do viaduto da BR-381, que corta a cidade.

A princípio o protesto seria apenas dentro da cidade, mas por volta das 20h30, um grupo decidiu fechar também a BR-381. Isso porque segundo alguns manifestantes, eles exigiam a presença no local do prefeito Wilber José de Souza (DEM), e como ele não compareceu, decidiram pelo fechamento da Rodovia Federal.

O Diretor de Obras, Raimundo Nonato Caldeira, esteve no local representando o prefeito, porém o grupo se negou a negociar com ele.

Segundo Nonato, o prefeito estava em outro compromisso e por isso foi enviado ao protesto, por Wilber, para tentar uma negociação. Ele informou que o prefeito disse que na sexta-feira, 17, às 10 horas, estaria a disposição na Prefeitura para receber uma comissão a fim de conversar com os líderes do movimento, porém eles não aceitaram.

A Polícia Militar esteve no local e acompanhou de longe a manifestação. O sargento Márcio Alvarenga, comandante do Pelotão da Polícia Militar na cidade, tentou negociar, mas em vão.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), de João Monlevade, também enviou várias viaturas para a região e houve uma tentativa de negociação, mas os manifestantes disseram que somente iriam liberar a Rodovia, depois que o prefeito fosse ao local para ouvir suas reivindicações, que eram, melhorias no fornecimento de água em toda a cidade, asfaltamento da Avenida Moacir Marques, no bairro Bandeirantes e melhorias nas vias públicas do Município.

O inspetor Gledson Ferreira, da PRF, fez contato com o prefeito que se prontificou em receber uma comissão formada pelo movimento. Alexandra Alves Gomes, 38, Elza Maria da Silva Braga, 55, e Aparecida de Virgem Porfilho, 50, acompanharam os federais até a porta da casa de Wilber.

Após ouvir as reivindicações, o prefeito explicou que a licitação para a realização de asfaltamento da Avenida Moacir Marques, e melhorias nas ruas da Cidade, em função de buracos causados pelas chuvas, já está pronta. “Já fizemos a licitação no ano passado e a empresa Engepav que venceu tem nos causado alguns aborrecimentos em função da entrega do asfalto. Eles marcam a vinda, mas, não cumprem. Já consultamos o nosso departamento jurídico sobre a possibilidade de cancelarmos deste contrato e chamar o segundo colocado no certame”, disse Wilber.

Sobre o fornecimento de água na cidade, Wilber disse que o serviço é de responsabilidade da COPASA, e que a administração irá fazer contato com a empresa para que melhorar a prestação dos serviços para a população.

Mesmo após explicar para as representantes do manifesto, as mulheres exigiram que o prefeito fosse até o local da manifestação. “O povo quer o senhor lá para ouvir da sua boca isso tudo que falou para nós”, disse Aparecida de Virgem. A PRF garantiu a segurança caso o prefeito quisesse ir ao local.

O prefeito decidiu que iria e, sob escolta da Polícia Federal, foi ao local juntamente com o Diretor de Obras, Raimundo Nonato. Foi combinado que um grupo de 10 pessoas seria escolhido para ter a conversa com o prefeito. Ele ficou a uma distância de aproximadamente 100 metros dos manifestantes, que estavam bastante exaltados.

O prefeito então se retirou e disse para Alexandra Alves, que estaria disposto a receber o grupo na sexta-feira (17), conforme combinado, às 10h em seu gabinete.

Segundo a PRF, a BR foi liberada as 23h30 e foi usada uma retroescavadeira, cedida pela Prefeitura de Bela Vista de Minas, para limpar a pista. Tanto a Polícia Militar como a PRF informaram que não houve registro de prisões em função da manifestação.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus