Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

notícias

15/01/2014 10h34

Advogado é sequestrado e torturado ao pedir informação em Monlevade

Homem foi abordado por dois meliantes e viveu sete horas de tortura física e psicológica

Compartilhe

Um advogado foi sequestrado em Monlevade após ser abordado por dois homens e viveu sete horas de tortura física e psicológica. O crime ocorreu após ele parar o carro que conduzia em um ponto de ônibus para pedir informação sofre trajeto.

O homem, que seguia de Belo Horizonte para Rio Piracicaba, parou na altura de João Monlevade, quando a dupla de criminosos aproveitou o vidro aberto e rendeu o motorista.

“Um dos sequestradores passou a mão dentro da janela, destravou o carro, me empurrou para o banco do passageiro e o outro entrou no banco de trás gritando, passa o dinheiro, me dá dinheiro e o bandido sentado atrás atirou na direção da minha cabeça, mas não acertou”, relatou o advogado.

O tiro atravessou o teto do automóvel e a pólvora deixou o interior do carro preto. Depois do susto, o advogado foi levado para um matagal e, mais uma vez, agredido de diferentes formas. Além disso, ele foi obrigado a ir até o topo de um monte, onde foi amordaçado e amarrado. Os punhos dele ficaram com a marca da corda e nos braços várias picadas de mosquitos.

 “Ele colocou a arma nas minhas costas perguntando se eu queria voltar para casa tetraplégico. Me bateu, mesmo eu estando ensanguentado e sem roupa”, conta.

Quando os bandidos foram embora, a vitima gritou por ajuda e, por sorte, um homem ouviu e chamou a policia. Mas, antes da chegada dos militares, a dupla de criminosos voltou com quatro comparsas.

“Eles me desamarraram e me levaram para outro lugar. Mas, nesse momento, apareceu um tanto de gente gritando polícia, polícia.

Dois dos homens que chegaram depois foram presos. Felipe Silva de Carvalho, de 20 anos, e Adriano Dias de Araújo, roubaram R$ 700, cartões de crédito, um relógio no valor de 7 mil reais, documentos e a agenda com dados pessoais da vítima. Eles foram reconhecidos pelo advogado, que ficou traumatizado e precisou receber atendimento médico.

Bom Dia Online- Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.

by Mediaplus